Publicidade

Estado de Minas Diagnóstico

UFU começa 23 mil testes de COVID-19 em duas cidades

A previsão é que a testagem atenda demandas nos próximos seis meses


18/08/2020 13:11 - atualizado 18/08/2020 13:25

Projeto da UFU recebeu R$ 2,8 milhões do Ministério da Educação (MEC)(foto: Divulgação/UFU)
Projeto da UFU recebeu R$ 2,8 milhões do Ministério da Educação (MEC) (foto: Divulgação/UFU)
Começaram os primeiros de 23 mil testes rápidos e exames RT-PCR para COVID-19 que a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) vai aplicar tanto na cidade sede, no Triângulo Mineiro, quanto em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. O público-alvo são pacientes suspeitos e também trabalhadores da linha de frente de enfrentamento ao novo coronavírus. A previsão é que a testagem atenda demandas nos próximos seis meses.

O projeto da UFU recebeu R$ 2,8 milhões da Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC), e finaliza a aquisição de 10 mil testes RT-PCR e 7 mil testes rápidos para serem usados em Uberlândia, além de 5 mil RT-PCR para Patos de Minas, onde a instituição também tem campus. A aplicação dos testes rápidos começou nesta semana. A testagem restante aguarda a entrega de materiais, como reagentes, para ser iniciada.

Em Uberlândia, os laboratórios de Imunoparasitologia e o de Nanobiotecnologia ficarão responsáveis pelos resultados dos exames, sendo o primeiro para os testes sorológicos (rápidos) e o segundo para os RT-PCR. A aplicação será feita por meio do Hospital de Clínicas da UFU, com indicação médica e também aos profissionais da saúde.

Em Patos de Minas, o laboratório de Diagnósticos, também da UFU, ficará a cargo dos exames. Neste caso, os materiais a serem testados serão colhidos na rede municipal de saúde, em parceria fechada com a UFU.

“O projeto é importante para termos noção de como estão os profissionais de saúde. Além disso há a questão da gestão hospitalar. Com os testes podemos ter certeza de que em um quarto poderá ficar mais de um paciente ou se teremos que isolá-lo se for um caso de COVID-19. Sem essa certeza, teremos um paciente apenas em uma local que poderia receber outras pessoas baseados apenas em sintomas”, disse o coordenador orçamentário do projeto, Murilo Vieira da Silva.

Origem

O pedido de orçamento feito ao MEC, que buscava descentralizar ações de combate à pandemia do novo coronavírus, foi atendido em abril e de la para cá a UFU buscava se adequar para execução da atividade. Mesmo com o montante liberado a fase de compra se estendeu além do previsto diante da demanda para testes de COVID-19 pelo mundo. A testagem é vista como melhor forma de se ter a real noção do crescimento da doença.

Ajudou ainda o fato de a universidade oferecer condições para que o trabalho acontecesse. “Diante de vários pedidos feitos ao MEC, a experiencia de profissionais da Universidade Federal de Uberlândia e a infraestrutura da instituição UFU ajudaram no recebimento do orçamento”, explicou Murilo Vieira.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade