Publicidade

Estado de Minas COMITIVA BRASILEIRA

Em Israel, Eduardo Bolsonaro e Ernesto Araújo são obrigados a usar máscaras

Delegação liderada pelo chanceler e com a presença do filho 03 do presidente Bolsonaro e deputado federal se viram obrigados a seguir protocolo


07/03/2021 10:41 - atualizado 07/03/2021 13:37

-->-->-->-->

Ernesto Araújo, Eduardo Bolsonaro e demais membros da comitiva que foram a Israel conhecer spray nasal(foto: Reprodução/redes Sociais)
Ernesto Araújo, Eduardo Bolsonaro e demais membros da comitiva que foram a Israel conhecer spray nasal (foto: Reprodução/redes Sociais)

A delegação brasileira, que está em visita a Israel para conhecer spray nasal em testes para combater o coronavírus, se viu "obrigada" a cumprir os rígidos protocolos da nação israelense ainda no desembarque.

A cena no aeroporto israelense, no entanto, não se repetiu em solo brasileiro, onde a mesma comitiva, liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o deputado federal e filho 03 Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), se deixaram fotografar sem máscaras, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que abomina o uso do protetor indicado pela ciência.

 

Israel já vacinou mais de 7 milhões dos 8,6 milhões de habitantes, cerca de 81% da população, segundo dados sobre a vacinação compilados pelo Our World in Data, até o dia 18 de fevereiro.

A mesma comitiva, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, antes do embarque para Israel(foto: Redes Sociais/reprodução)
A mesma comitiva, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, antes do embarque para Israel (foto: Redes Sociais/reprodução)


Ainda em Israel, durante um compromisso diplomático, o ministro Ernesto Araújo levou um 'puxão de orelhas' quando posava para fotos sem máscara. Veja abaixo.

 

Enquanto isso, no Brasil, o governo Bolsonaro ainda patina na compra de vacinas – obrigando prefeitos e governadores a se associarem para correr atrás da compra de imunizantes.

De acordo com a última contabilidade divulgada pelo Ministério da Saúde o Brasil vacinou pelo menos 7.591.266 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17h30 desta 5ª feira (04/03). Desses, 2.426.554 receberam a 2ª dose. Ao todo, foram 10.017.820 doses administradas no país.

 

Spray nasal

 

A ida a Israel da delegação brasileira tem como propósito conhecer uma medicação que ainda está em fase de teste. Mas desde fevereiro o presidente vem fazendo campanha para conseguir aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Até aqui, não há comprovação científica sobre a eficácia do spray nasal para o combate ao novo coronavírus. Entretanto, ao anunciar a ida da delegação brasileira, Bolsonaro já a falava ‘em remédio milagroso’, que, depois da cloroquina, parece ser a aposta da vez do presidente.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade