Publicidade

Estado de Minas IMUNIZAÇÃO

BH vacina trabalhadores da saúde com a 2ª dose e gestantes com comorbidades

A vacinação para os dois grupos contra a COVID-19 ocorre em postos fixos e de drive-thru da capital desde às 7h30


14/06/2021 12:59 - atualizado 14/06/2021 15:47

No posto drive-thru da UFMG, o movimento de pessoas foi tranquilo na manhã desta segunda-feira (14/6)(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
No posto drive-thru da UFMG, o movimento de pessoas foi tranquilo na manhã desta segunda-feira (14/6) (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A Prefeitura de Belo Horizonte vacina nesta segunda-feira (14/6) contra a COVID-19 grávidas e puérperas com comorbidades, pela primeira, e os trabalhadores da saúde de 60 anos ou mais, pela segunda dose. 
 
Nos postos drive-thru do Shopping Boulevard, na Região Centro-Sul, e na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na Região Pampulha, o movimento de pessoas foi fraco nesta manhã.
 
O cirurgião-dentista Luiz Carlos Feitosa, de 69 anos, foi vacinado com a segunda dose nesta segunda-feira (14/6)(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O cirurgião-dentista Luiz Carlos Feitosa, de 69 anos, foi vacinado com a segunda dose nesta segunda-feira (14/6) (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Sem se preocupar com filas, o cirurgião-dentista Luiz Carlos Feitosa, de 69 anos, foi um dos profissionais que concluiu o esquema vacinal contra o coronavírus no ponto de imunização da universidade. Para ele, a pandemia está sendo um dos períodos mais marcantes de seus 40 anos de carreira.

“Em primeiro lugar, fico com a sensação de agradecimento à comunidade científica e pesquisadores que trabalharam dia e noite para a produção dessa vacina. Em segundo, uma sensação de poder voltar à normalidade e voltar a estar junto de amigos e familiares. Apesar de que ainda tem que se tomar os devidos que o protocolo exige, mesmo estando vacinado”, disse o médico.
 
Segundo Feitosa, apesar de sempre ter seguido as medidas de prevenção, o risco de se contaminar durante o trabalho era algo que o preocupava. "Nós tomamos todos os cuidados necessários, mas sempre existe uma preocupação. Fica uma certa sensação de insegurança", afirmou. 

Para que trabalhadores da saúde possam se imunizar com a segunda dose é necessário levar o cartão de vacina, documento de identidade e CPF. O horário de funcionamento é de 7h30 às 16h30 para pontos fixos e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru.

Vacinação das gestantes


De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, podem se vacinar somente as gestantes (mulheres até 45 dias após o parto, independentemente da evolução da gestação) com comorbidades ou que estejam especificadas, conforme o Decreto Federal 10.282, como trabalhadoras de serviços essenciais, desde que tenha a avaliação individual de risco benefício realizada em conjunto com o médico. 

Para as grávidas sem comorbidades, a imunização segue interrompida. “A prefeitura aguarda orientação e doses necessárias para vacinar gestantes e puérperas sem comorbidades e reafirma a disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo”, informou a PBH.
 
A documentação necessária para o momento da vacinação pode ser conferida no site da PBH
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação

Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.

(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)
(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade