Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Decreto pune com multa de R$ 10 mil quem fizer festa no Sul de Minas

Novo decreto em São Sebastião do Paraíso prevê multa pesada para os responsáveis pela reunião ou festa, conforme decreto que vale a partir desse sábado (12/6)


14/06/2021 12:58 - atualizado 14/06/2021 14:53

Multas salgadas em São Sebastião do Paraíso pretendem acabar com festas clandestinas(foto: Prefeitura de São Sebastião do Paraíso/Divulgação)
Multas salgadas em São Sebastião do Paraíso pretendem acabar com festas clandestinas (foto: Prefeitura de São Sebastião do Paraíso/Divulgação)
Decreto do prefeito de São Sebastião do Paraíso, Sudoeste Mineiro, Marcelo de Morais, que vale desde sábado (12/6), prevê multa de R$ 10 mil aos responsáveis pela locação, cessão, aluguel ou empréstimo a qualquer título de imóveis e espaços privados destinados a realização de festas, reuniões e eventos de qualquer natureza.

O decreto inclui chácaras, sítios, fazendas ou locais fora do zoneamento urbano, independentemente do número de pessoas. O responsável pelo evento, o proprietário do local, bem como o síndico (em se tratando de condomínios) que infringir a lei será penalizado.

"As ações neste momento em que estamos vivenciando é para de fato punir aqueles que estão ainda enfrentando os poderes constituídos a serem duramente penalizados em fazer festas ou eventos clandestinos neste momento de tamanho cuidado que estamos tendo. Infelizmente, tem gente que só com valores altos é que entendem o que deve ser feito”, disse o prefeito.

Segundo Morais, não houve festas na cidade nesse fim de semana do Dia dos Namorados e a prefeitura trabalhou com três brigadas. Não foi aplicada nenhuma multa ainda com o novo valor.

Situação crítica

A UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso, destinada a pacientes com COVID-19, continua com superlotação e chegou nesta segunda-feira (14/6) a 105% de ocupação.

A cidade chegou a registrar neste dia 149 novas notificações e 82 novos casos confirmados da doença.

Conforme Boletim Epidemiológico divulgado pela prefeitura nesse domingo (13/6), são 12 pessoas de São Sebastião do Paraíso e nove de outras cidades sendo tratadas nesta ala.

Há mais de 10 dias que a unidade está com sua capacidade totalmente preenchida e pelo menos dois pacientes que fazem uso de convênios chegaram a ser transferidos para Franca, no estado de São Paulo.

Reunião de prefeitos da microrregião

A situação grave resultou em reunião entre o prefeito de Sáo Sebastião do Paraíso, Marcelo Morais, e prefeitos das cidades da microrregião para avaliação da situação. São Tomás de Aquino e Jacuí chegaram a decretar lockdown para tentar conter o avanço da doença.

São Sebastião do Paraíso registrou, somente na sexta-feira (11/6), mais 149 novas notificações e dois respiradores foram enviados pelo ex-deputado federal Renato Andrade para uso no Centro COVID.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade