Publicidade

Estado de Minas FILA ANDANDO

COVID-19: Sabará abre cadastro para vacinar idosos de 64 a 67 anos

Sabará é a primeira cidade da Região Metropolitana de BH a vacinar pessoas de 64 anos. Aplicação das doses começará na próxima terça-feira (6/4)


02/04/2021 13:04 - atualizado 02/04/2021 14:09

Sabará vacinará idosos de 64 a 67 anos na semana que vem. Cadastro para esta fase já está disponível no site da prefeitura(foto: Prefeitura Sabará/Divulgação)
Sabará vacinará idosos de 64 a 67 anos na semana que vem. Cadastro para esta fase já está disponível no site da prefeitura (foto: Prefeitura Sabará/Divulgação)
Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), abriu cadastro para vacinar contra a COVID-19 idosos de 64 a 67 anos. As doses começarão a ser aplicadas na terça-feira (6/4), no sistema drive thru, como estava ocorrendo nas semanas anteriores. Sabará será o primeiro município da Região Metropolitana a imunizar pessoas de 64 anos. 



Outras cidades como Esmeraldas, Nova União, Raposos, Brumadinho e Igarapé vacinarão nesta fase idosos a partir de 65 anos. 
 
Em Sabará, o cadastro está sendo feito pelo formulário disponível no site da prefeitura ou pelo telefone da Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência do idoso. Será necessário informar nome completo, data de nascimento, endereço, CPF, telefone de contato, e-mail de contato e nome do responsável, se necessário. 
 
Após o cadastro, a Secretaria Municipal de Saúde entrará em contato via e-mail para informar sobre o agendamento para a aplicação da primeira dose. Os idosos dessa faixa etária que já são atendidos pelo Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) são automaticamente incluídos no cadastro. 
 
O sistema drive thru será no Centro Administrativo Hélio Geraldo de Aquino (Antigo Largo do Marquês), na região central, e também na Rua Mariana (próximo à Casa Azul), em General Carneiro. As demais regionais de saúde como Fátima, Alvorada, Ravena, Borba Gato também aplicarão as vacinas.
 

Ampliação da UPA possibilitará mais leitos destinados à COVID-19

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sabará, no Bairro Nações Unidas, está passando por obras emergenciais. O objetivo é possibilitar a abertura de 20 novos leitos de observação de urgência e emergência na cidade, bem como a ampliação da área de atendimento de pacientes.
 
De acordo com o prefeito Wander Borges, a construção será finalizada e entregue ainda neste mês. "Estamos vivendo uma das fases mais críticas na saúde no município, reflexo da pandemia mundial da COVID-19. Por isso, decidimos ampliar a nossa UPA, garantindo assistência a um maior número de pessoas."
 
A UPA Sabará tem 40 leitos de observação, sendo 12 de UTI, que estão nos moldes de um hospital de campanha (equipados com respiradores), com capacidade de atendimento aos casos mais graves do novo coronavírus.
Obra de ampliação da UPA Sabará foi iniciada e a previsão é que seja concluída ainda em abril(foto: Prefeitura de Sabará/Divulgação)
Obra de ampliação da UPA Sabará foi iniciada e a previsão é que seja concluída ainda em abril (foto: Prefeitura de Sabará/Divulgação)
 
 
A ampliação ajudará a desafogar a rede de saúde da região, já que dados da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte mostram que Sabará é a cidade que mais depende de leitos na capital, para tratamento da COVID-19. As solicitações representam 17%. Em seguida, aparecem Santa Luzia (13%), Ribeirão das Neves (9%), Nova Lima (8%), e Pedro Leopoldo (7%). 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


 
Estes cinco municípios que pertencem a Grande BH correspondem por 54% das solicitações de internações dos 49 municípios que pediram auxílio à Central de Leitos este ano.
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade