Publicidade

Estado de Minas Pandemia

Governador Valadares adere ao Minas Consciente; outras cidades do Leste resistem

Decisão da prefeitura de Valadares deixa insatisfeitos empresários por manter funcionamento apenas dos serviços essenciais, diferentemente das cidades do Vale do Aço, que liberaram a abertura do comércio às vésperas do Dia dos Pais


07/08/2020 13:34 - atualizado 07/08/2020 19:35

Rua Marechal Floriano, em frente à Prefeitura de Governador Valadares, tem pouco movimento com lojas fechadas e ausência de camelôs(foto: Tim Filho/Especial para o EM)
Rua Marechal Floriano, em frente à Prefeitura de Governador Valadares, tem pouco movimento com lojas fechadas e ausência de camelôs (foto: Tim Filho/Especial para o EM)
Estar na onda vermelha do programa Minas Conscientedo governo de Minas, é um pesadelo para os comerciantes de Governador Valadares, no Leste de Minas. A base da economia do município está no comércio. Prefeitura, Associação Comercial e Empresarial e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) recorrem a esse forte componente da economia local para expressar a insatisfação com a onda vermelha, que permite o funcionamento apenas dos serviços essenciais.

A prefeitura aderiu ao Minas Consciente contra a vontade dos comerciantes e empresários, obedecendo à decisão da desembargadora Márcia Milanez, que determina aos municípios seguir a Deliberação 17 do governo do estado e a Lei Estadual 13.317/99. Na Deliberação 17, a definição pela flexibilização fica a cargo do prefeito, de acordo com as métricas da saúde no município. 

Até então, o prefeito André Merlo (PSDB) editava os decretos municipais buscando o equilíbrio entre saúde e economia, como ele afirma sempre. O prefeito lamentou ter de tomar a decisão, mas cumpriu a máxima de que “decisão judicial não se discute, cumpre-se.”

Merlo disse que antes da adesão ao Minas Consciente, o município se empenhou em garantir um atendimento hospitalar de qualidade aos valadarenses e também à população dos mais de 50 municípios que compõem a macrorregião.

“Valadares antes da pandemia tinha oito leitos de UTI para todas as enfermidades e, hoje, além desses que foram preservados, criamos em tempo recorde mais 48 leitos exclusivos para atendimento à COVID-19. Ou seja, não deixamos faltar leitos. Infelizmente, estamos na onda vermelha, com o funcionamento apenas dos serviços essenciais. No meu modo de entender isso é um retrocesso”, disse Merlo. 

Desde 1º de agosto, as atividades econômicas da cidade obedeciam às determinações da onda verde, do antigo Minas Consciente. Nesse período, a expectativa da prefeitura e dos comerciantes era que a cidade fosse inserida na onda amarela, mas isso não ocorreu.

Ajuda aos microempreendedores 

 
Para amenizar os efeitos negativos sobre a economia, que serão causados pelas restrições impostas pela onda vermelha, a Prefeitura de Governador Valadares tem buscado alternativas para que os microempreendedores da cidade possam continuar a comercializar seus produtos na modalidade on-line. Para isso, celebrou uma parceria de cooperação digital com técnica com a empresa de tecnologia Apiki, e lançou a ferramenta “Compre em GV”. Nela, de forma rápida, prática e gratuita, serão disponibilizadas mil vitrines on-line, integradas ao WhatsApp, para fortalecer os microempreendedores individuais (MEIs) de Governador Valadares.

A ação foi desenvolvida por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, e permite aos MEIs visibilidade e autonomia para anunciar pela Internet. “É fundamental para amenizar os efeitos da crise nesta categoria”, afirmou o secretário Hilton Manoel, para quem a adoção das vitrines virtuais “traz a possibilidade de vendas através de outros canais, permitindo uma compra mais rápida e segura neste período de maior necessidade de distanciamento social”.

Embora considere desconfortável, o prefeito André Merlo disse que estar na onda vermelha obrigou a administração municipal a pensar em alternativas. “Esse tipo de projeto com inovação tecnológica permite aos MEIs visibilidade e autonomia para anunciar e vender pela internet, ajudando na redução dos impactos negativos sobre nossa economia”, disse.

A Prefeitura de Valadares reforça a necessidade que os empreendimentos sigam as legislações e medidas sanitárias em vigor, bem como a população mantenha o isolamento social o máximo possível. A plataforma “Compre Em GV” da Apiki (https://apiki.com) é destinada exclusivamente a microempreendedores individuais (MEIs) e os interessados podem se candidatar através do site https://compreemgv.com.br/.


Vale do Aço

Já em Ipatinga, no Vale do Aço, a prefeitura não aderiu ao Minas Consciente. Assim, nesta semana que precede o Dia dos Pais, o comércio do município funcionou normalmente na segunda, quarta e sexta-feiras. Neste sábado, foi autorizado a funcionar das 8h às 18h. O shopping da cidade continua fechado.

Essa flexibilização deve prevalecer nos próximos dias na cidade. O Executivo municipal considera a Deliberação 17 mais racional. 

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Ipatinga, uma posição definitiva será tomada no início da próxima semana, já que o fim de semana será de estudo criterioso sobre teor do Novo Minas Consciente, para avaliar se a adesão é vantajosa.

Cláudio Zambaldi, presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi), é bem claro ao expor o ponto de vista da sua associação sobre aderir ou não ao programa do governo do estado: “O Minas Consciente é um retrocesso, Ipatinga já é consciente”.

Zambaldi disse que todos os associados da Aciapi trabalham em conformidade com os protocolos de enfrentamento ao novo coronavírus, de forma responsável. “Já damos a nossa contribuição em permanecer fechados aos domingos, terças e quintas e preservamos a saúde de todos nos dias de funcionamento”, disse.

Coronel Fabriciano e Timóteo, vizinhas a Ipatinga, também estão fora do Minas Consciente e as atividades econômicas continuam funcionando de acordo com os decretos municipais. O comércio está aberto normalmente, especialmente na semana que antecede ao Dia dos Pais.  
 
As lojas de rua em Coronel Fabriciano estão funcionando de 8h às 22h nos dias úteis e de 8h às 18h aos sábados. Em Timóteo, o horário é reduzido, de 10h às 16h e 9h às 13h, respectivamente. Os comerciantes reivindicam que haja fusão das deliberações 17 e 19, do Decreto COVID-19, de 26/03/2020, permitindo que o comércio de rua e os shoppings possam funcionar, sem as restrições da onda vermelha imposta pelo Minas Consciente.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade