UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Transmissão do coronavírus cresce, mas ocupação dos leitos de UTI cai em BH

Capital mineira registrou mais 22 mil aplicações da vacina contra a COVID-19 nesta sexta (1º/10)


01/10/2021 19:06 - atualizado 01/10/2021 21:28

Atual cenário dos indicadores da pandemia em BH
Atual cenário dos indicadores da pandemia em BH (foto: Janey Costa/EM/D.A Press)


A transmissão do novo coronavírus aumentou pela segunda vez consecutiva em Belo Horizonte nesta sexta (1º/10), informa o boletim epidemiológico e assistencial. Por outro lado, a ocupação dos leitos de UTI para pacientes com COVID-19 recuou.

 

 

 

No caso do RT, a taxa aumentou de 1 para 1,01. Portanto, a estatística permanece na zona de alerta da escala de risco pelo segundo balanço em sequência. Onze dos últimos 13 boletins registraram a transmissão nessa condição, no nível amarelo.

 

 

 

No patamar atual, cada 100 diagnósticos da doença em BH resultam, em média, em mais 101 pessoas infectadas pelo Sars-Cov-2.

Na mesma toada, a taxa de ocupação das enfermarias para pacientes com a doença, na soma entre os hospitais públicos e privados, subiu: de 33,8% para 34,4%, em comparação ao informe dessa quinta (30/9).

 

 

 

No entanto, a situação dos leitos clínicos ainda é controlada, já que a taxa está abaixo dos 50%.

Também na zona menos grave, o percentual de uso da terapia intensiva caiu na capital mineira: de 45,3% para 44,9%. O indicador vinha de três altas seguidas.

Casos e mortes

Pessoas andam e pedalam na Praça da Liberdade, em BH
Taxa de transmissão do novo coronavírus em BH aumentou (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 19/09/2021)

 
 
A prefeitura contabilizou mais 16 mortes por COVID-19 nesta sexta. Dessa forma, a capital mineira alcançou a marca de 6.756 óbitos pela doença.

Quanto ao total de casos, o dado cresceu em 221. São 283.815 agora: 1.919 pessoas em acompanhamento e 275.150 recuperadas, além daquelas que não resistiram aos impactos do coronavírus.

Vacinação


BH registrou hoje mais 22.688 aplicações de vacinas contra a doença : 251 de primeira dose, 21.285 de segunda, cinco únicas (da Janssen) e 1.147 de reforço.

Agora, a capital mineira possui 1.968.116 pessoas imunizadas com a primeira vacina, 1.269.752 com a segunda, 59.267 com a Janssen e 34.613 de reforço.

O boletim da prefeitura destaca que 78,1% do público-alvo da campanha se protegeu com ao menos uma vacina. Ao mesmo tempo, 51,2% completaram o esquema vacinal.

 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre  sintomas prevenção pesquisa  vacinação .
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara?  Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina?   Posso beber após vacinar?  Confira esta e outras  perguntas e respostas sobre a COVID-19 .

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade