Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

'Esperança e alívio': pessoas de 39 anos são vacinadas em BH nesta quinta

Público deve comparecer aos postos fixos e de drive-thru nesta quinta-feira (22/7) para garantir a imunidade contra a COVID-19


22/07/2021 11:19 - atualizado 22/07/2021 12:52

Frederico Mendes, de 39 anos, recebeu a primeira dose da AstraZeneca nesta quinta-feira (22/7)(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Frederico Mendes, de 39 anos, recebeu a primeira dose da AstraZeneca nesta quinta-feira (22/7) (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Belo Horizonte começou a vacinar nesta quinta-feira (22/7) as pessoas de 39 anos, completos até 31 de julho. Nesta nova fase, a Secretaria Municipal de Saúde calcula que cerca de 85 mil moradores, entre eles a faixa etária de 38 anos, que também serão vacinados a partir desta sexta-feira (23/7), compareçam aos postos fixos e de drive-thru para receber o imunizante.

Segundo a pasta, os pontos de imunização estão preparados para receber o volume de pessoas. “Para a campanha de vacinação contra a COVID-19, a Prefeitura abriu postos extras, pontos de drive-thru e tem mantido o funcionamento da vacinação durante a semana, feriados e sábados. As equipes de saúde foram treinadas e repassam as orientações preventivas para os usuários” afirmou a PBH em nota.

O engenheiro ambiental, Frederico Mendes, de 39 anos, teve dificuldades de dormir na noite passada devido a expectativa de ser vacinado nesta quinta (22/7). A companhia especial neste momento foi a de dois seus filhos e sua esposa, que tem a mesma idade e também recebeu a primeira dose da AstraZeneca no posto drive-thru da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
“Eu estava em êxtase. É uma sensação indescritível, ainda mais depois de tanto tempo esperando uma solução. Antes de tomar a vacina ficava pensando todos os dias se deixaria meus filhos órfãos. Mesmo sendo a primeira dose, a chance agora de ter alguma complicação se for contaminado, ir a óbito e deixar minha família é mínima. Falta a segunda dose e espero que a vacinação se estenda para outras faixas etárias”, relatou o engenheiro.

Breno Rocha, de 39 anos, acredita que com o avanço da vacinação, a vida possa retornar ao que era antes(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Breno Rocha, de 39 anos, acredita que com o avanço da vacinação, a vida possa retornar ao que era antes (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Para o publicitário Breno Rocha, de 39, a vacina é uma esperança de que a vida cotidiana volte ao que era antes do surgimento da pandemia.

“Dá um certo alívio, mas agora não vai mudar muita coisa na prática. Me sinto mais protegido, obviamente. Mas, em relação ao que está mais me incomodando, que é a privação de poder fazer as coisas que gostaria, não muda tanto. Mesmo depois de tomar a segunda dose, não vai depender só de eu estar vacinado, é preciso que todo mundo também esteja para que as coisas voltem ao normal. Eu não acredito que vá existir um ‘novo normal’, como falam.  Vai demorar um pouco, mas acredito que depois de todo mundo se vacinar, as pessoas vão até se esquecendo do que aconteceu”, disse o publicitário.

Raphaela Rachid, de 39, ressaltou a importância de vacinar contra a COVID-19(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Raphaela Rachid, de 39, ressaltou a importância de vacinar contra a COVID-19 (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Já a professora de inglês Raphaela Rachida, de 39, já não é tão otimista quanto Breno. Para ela, mesmo após o controle da pandemia no país, as mudanças que o contexto pandêmico trouxe à sociedade continuarão. “A importância da vacina é que a nossa vida possa voltar ao normal, mas ‘normal’ entre aspas. Acho que o normal não volta nunca mais. Eu acredito na vacina e que tudo isso só vai melhorar quando todo mundo tiver se vacinado. É o mínimo de esperança que temos”, disse.

O que é preciso para se vacinar


No momento da vacinação, as pessoas de 39 anos precisam seguir as seguintes orientações: 

  • Ser cidadão residente de Belo Horizonte;
  • Apresentar documento de identificação com foto;
  • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
  • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.
O horário de funcionamento, em dias úteis, dos postos fixos e extras será das 8h às 17h e os pontos de drive-thru das 8h às 16h30. As pessoas convocadas devem se vacinar nos locais listados para cada grupo. Os postos, que são específicos para cada público, estão no portal da Prefeitura.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



* Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade