Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Hospital que atende microrregião de Itaúna tem queda de ocupação de leitos

Hospital Manoel Gonçalves atende uma população de 125 mil pessoas e tem 55% de ocupação no CTI e 23% na enfermaria


13/07/2021 22:49 - atualizado 14/07/2021 11:02

Hospital Manoel Gonçalves atende a cerca de 125 mil pessoas da microrregião do Minas Consciente(foto: Divulgação Hospital Manoel Gonçalves)
Hospital Manoel Gonçalves atende a cerca de 125 mil pessoas da microrregião do Minas Consciente (foto: Divulgação Hospital Manoel Gonçalves)
O Hospital Manoel Gonçalves - HMG, localizado em Itaúna, e que atende também às cidades de Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema, apresenta queda no índice de ocupação na ala destinada ao tratamento de pacientes de COVID-19 e tem leitos vazios no CTI e na enfermaria.
 
Se somadas a população das quatro cidades que integram a microrregião de Itaúna no programa Minas Consciente atendidas pelo HMG, teremos cerca de 125 mil pessoas. Destas, 16 estão internadas na ala de tratamento de pacientes com COVID-19, de acordo com os dados do boletim divulgado nesta terça-feira (13/07).
 
Entre as 16 pessoas internadas, 11 estão no CTI e cinco na enfermaria. Estes números indicam que há vagas para internação no CTI, que tem 55% de ocupação, e também na enfermaria, que tem índice de ocupação de 23% dos 22 leitos leitos disponíveis.
 
Menores índices deste ano
 
O índice mais baixo de ocupação deste ano, registrado em fevereiro, foi de 8 pacientes internados. Os números de internações começaram a subir em março, e no dia 15/03 o diretor clínico do Hospital Manoel Gonçalves, Dr. Vinícius Bicalho, fez um pronunciamento alertando de que a ocupação dos leitos destinados ao tratamento de pacientes com COVID estava com um índice de 126% nas enfermarias e que já estavam há alguns dias mantendo 100% de ocupação do CTI. Naquela data, havia 10 pessoas no CTI e 27 na enfermaria.
 
Pouco tempo depois o hospital teve dobrada a capacidade de atendimento da ala de COVID e passou a ter um total de 42 leitos disponíveis, sendo 20 para o CTI e 22 para enfermaria.
 
Boletim do Hospital Manoel Gonçalves desta terça-feira (13/07) revela queda no índice de ocupação de leitos(foto: Divulgação Hospital Manoel Gonçalves)
Boletim do Hospital Manoel Gonçalves desta terça-feira (13/07) revela queda no índice de ocupação de leitos (foto: Divulgação Hospital Manoel Gonçalves)
 
Pico e queda de internações
 
O pico de internações este ano aconteceu no dia 31 de maio, quando 67 pacientes estavam internados no setor de COVID. Os números de maio oscilaram nesta média sempre acima de 50 pacientes internados.
 
Há cerca de três semanas, a partir do dia 18 de junho, o hospital manteve as internações dentro da capacidade de atendimento, sem extrapolar os índices de ocupação de leitos. Desde então, os números de internações na ala COVID do Hospital Manoel Gonçalves estão caindo consideravelmente.
 
Em julho, o número mais alto de internações foi de 33 pacientes nos dias 1º e 2 do mês. Esta semana começou com 19 pacientes internados na segunda-feira (12/07) e 16 nesta terça-feira (13/07) de acordo com os dados do boletim de internação.
 
Dados de disseminação
 
Os índices de disseminação da COVID-19 também estão caindo em Itaúna. A cidade de pouco mais de 93 mil habitantes, que já teve 590 pessoas diagnosticadas com COVID em apenas uma semana, registrou apenas 10 novos casos da doença nesta terça-feira. O número de óbitos também caiu. A cidade já teve até cinco mortes causadas pela doença em um único dia e está mantendo uma média de um óbito por dia nas últimas semanas. No total, 262 pessoas morreram por COVID no município.
 
Itaúna tem 262 óbitos causados pela Covid-19(foto: Divulgação Prefeitura de Itaúna)
Itaúna tem 262 óbitos causados pela Covid-19 (foto: Divulgação Prefeitura de Itaúna)
 
Vacinômetro
 
Nesta quarta-feira, a prefeitura de Itaúna abre o cadastro para vacinação contra COVID-19 de pessoas a partir de 45 anos e para trabalhadores da indústria a partir de 40 anos completos. O último vacinômetro divulgado pela prefeitura, no dia 09/07, mostra que 9.922 pessoas, pouco mais de 10% da população, foram imunizadas com as duas doses das vacinas contra COVID. Outras 43 pessoas receberam a dose única da vacina da Janssen e 32.833 pessoas receberam a primeira dose da imunização contra a doença.
 
Vacinômetro aponta pouco mais de 10% da população de Itaúna imunizada com as duas doses das vacinas contra Covid-19(foto: Divulgação Prefeitura de Itaúna)
Vacinômetro aponta pouco mais de 10% da população de Itaúna imunizada com as duas doses das vacinas contra Covid-19 (foto: Divulgação Prefeitura de Itaúna)
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade