Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Ex-secretário de Esportes acusado de feminicídio é preso no Espírito Santo

Anderson Christian de Oliveira Costa, ex-secretário de São José do Jacuri, estava no centro de Vitória, ES


13/07/2021 21:57 - atualizado 14/07/2021 11:08

Na manhã desta terça-feira (13/7), policiais civis já articulavam a prisão do ex-secretário(foto: Polícia Civil de Minas Gerais Divulgação)
Na manhã desta terça-feira (13/7), policiais civis já articulavam a prisão do ex-secretário (foto: Polícia Civil de Minas Gerais Divulgação)
Uma ação conjunta da Polícia Civil de Minas Gerais e Polícia Civil do Espírito Santo resultou na prisão do ex-secretário de Esportes da Prefeitura de São José do Jacuri, Anderson Christian de Oliveira Costa, 37 anos. “Momó”, como é conhecido na Região Centro-Nordeste de Minas, foi preso, em Vitória, ES, e foi levado para uma delegacia de Polícia Civil da capital capixaba.
 
Ele é acusado de matar, com três tiros na cabeça, a sua ex-namorada, Natália Epifânia de Oliveira, 23 anos, na madrugada do domingo (11/7), durante uma festa que estava sendo realizada em um sítio, em São Pedro do Suaçuí, cidade próxima de São José do Jacuri. A prisão preventiva do ex-secretário já estava decretada pela justiça de Peçanha.
 
O delegado Rodrigo Nalon, da Delegacia de Polícia Civil de Peçanha, disse que o ex-secretário, investigado pelo feminicídio, foi preso no Centro de Vitória e deve ser trazido para Peçanha nos próximos dias. “Ainda vamos articular com a Polícia Civil do Espírito Santo a logística para trazer o investigado para a Comarca de Peçanha”, disse o delegado.
 
Muito empenhado na prisão de Anderson Momó, o delegado disse que se emocionou ao saber do sucesso da operação. “Foi uma emoção surreal. Sei que isso não vai trazer a Natália de volta, mas traz um alento para a família”, disse o delegado.
 
Mauro Antônio de Oliveira, comerciante, tio de Natália, disse que a prisão de Anderson “Momó” trouxe à família um sentimento de alívio e justiça. Mas revelou que ele e os outros tios de Natália estão vivendo “dias terríveis”, e desabafou: “nossa família está arrasada, destroçada”.
 
Ele explicou que mora em Barueri, SP, e estava vindo para Minas quando soube da tragédia familiar na estrada, a 150 quilômetros de Belo Horizonte. A vinda de Mauro para São José do Jacuri tinha um motivo especial, o aniversário de sua mãe, que vai completar 86 anos de idade nesta semana.
 
“Todos os anos, os 10 filhos se reúnem para comemorar esse aniversário”, disse, lembrando que a data terá essa marca triste, do assassinato cruel de sua sobrinha Natália.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade