Publicidade

Estado de Minas LOTAÇÃO MÁXIMA

UPAs de Uberaba remanejam leitos de COVID para outras doenças

Fundação anunciou a medida emergencial em função do aumento considerável de pacientes de outros atendimentos clínicos nas unidades nos últimos dias


22/06/2021 21:37 - atualizado 22/06/2021 21:52

Seis leitos da UPA São Benedito, anteriormente destinados a pacientes com sintomas do novo coronavírus, foram remanejados para outros atendimentos clínicos(foto: Enerson Cleiton/Prefeitura de Uberaba)
Seis leitos da UPA São Benedito, anteriormente destinados a pacientes com sintomas do novo coronavírus, foram remanejados para outros atendimentos clínicos (foto: Enerson Cleiton/Prefeitura de Uberaba)
Em Uberaba, após as suas unidades de Pronto Atendimento (UPAs) São Benedito e Parque do Mirante atingirem lotação máxima, inclusive com necessidade de colocar leitos em seus corredores, a Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu) remanejou, no início da noite desta terça-feira (22/6), alguns leitos clínicos de COVID das duas unidades para suprir o aumento de outros atendimentos clínicos.
Na UPA São Benedito, por exemplo, segundo informações da Funepu, seis leitos, anteriormente destinado a pacientes com sintomas do novo coronavírus, foram remanejados para outros atendimentos clínicos.
 
A medida prevê, principalmente, o remanejamento de leitos anteriormente destinados a pacientes com sintomas da COVID para usuários que têm procurado as unidades para atendimentos clínicos.
 
Ainda de acordo com a Funepu, gestora das UPAs, 93 pacientes das duas unidades aguardam transferência para hospitais de média e alta complexidade.

Desse total, até o final da tarde desta terça-feira, 23 estavam com vagas destinadas ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, mas as transferências ainda não haviam sido liberadas pela unidade hospitalar.
 
A presidente da Funepu, Jesislei Rocha, disse que tem percebido nos últimos dias uma redução na quantidade de pacientes com sintomas respiratórios, mas, ao mesmo tempo, os atendimentos clínicos têm aumentado consideravelmente.
 
“Aliado a isso, temos enfrentado a dificuldade na transferência de alguns pacientes e os reflexos têm sido amplamente compartilhados em grupos e redes sociais. É algo que foge ao nosso controle, mas também não podemos simplesmente negar atendimento médico. Pensando nisso, estamos fazendo um realinhamento da divisão dos leitos nas unidades, que atualmente estão separados entre ‘pacientes Covid e não Covid’, para que a área que mais tenha necessidade consiga ter mais estrutura disponível”, informou a presidente da Funepu.

Ela fez questão de destacar que toda essa logística tem sido desenvolvida de modo estratégico, considerando o atual cenário de cada unidade e garantindo ainda que nenhum paciente com sintoma da COVID fique sem o atendimento necessário.
 
“Reforço ainda que toda a organização do local segue sendo feita respeitando, claro, normas de segurança em saúde, para que pacientes clínicos não fiquem em contato com pacientes com sintomas respiratórios”, finaliza.
 
Diante da situação, a Funepu ressalta a importância de os usuários procurarem as UPAs apenas em casos de extrema necessidade e que se enquadrem no perfil de funcionamento dessas unidades, que são destinadas a atendimentos de urgência e emergência, sendo que, em situações mais simples, o indicado é que o usuário procure a UBS mais próxima da própria residência.
 
Divulgado por uma pessoa que preferiu não se identificar, um vídeo com os corredores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito, em Uberaba, lotado de macas circula nas redes sociais e sites de notícias da cidade, desde o início desta segunda-feira (21/6).
 

Saúde de Uberaba reduziu números de leitos de enfermaria COVID   

Nos últimos dois meses em Uberaba, de um total de 209 leitos de enfermaria/COVID disponíveis nas redes públicas e privadas da cidade, havia em torno de 160 internados.

Mas no início deste mês, o número de internações em enfermarias/COVID da cidade apresentou queda e, desta forma, a Secretaria Municipal de Saúde realizou novo plano de contingência, mudando alguns leitos COVID para não COVID, em alguns hospitais, como o Universitário Mário Palmério.

Segundo último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Uberaba, dos 103 leitos de UTI para pacientes com COVID-19 disponíveis na cidade, 83 estão ocupados. Dos 60 existentes na rede pública, 50 estão com pacientes. Dos 43 da rede privada, há 33 pessoas em estado grave.
 
Já em relação às ocupações de leitos de enfermaria para pacientes com COVID-19, de 158 disponíveis, 106 estão ocupados; de 114 da rede pública, há 80 pacientes; e de 44 da rede privada, 26 estão ocupados.
 
Desde o início da pandemia, já foram contabilizados em Uberaba 32.520 casos positivos, sendo que 1.096 pessoas morreram e 28.614 se recuperaram.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade