Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID: Câmara de Timóteo faz alerta sobre importância das vacinas

A divulgação foi direcionada à população no Dia Nacional da Imunização, comemorado nesta quarta-feira (9/6), com o objetivo de quebrar as desconfianças


09/06/2021 18:04 - atualizado 09/06/2021 18:12

Rita de Cássia Vaz, de 58 anos, sentiu-se aliviada ao tomar a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus (foto: Câmara de Timóteo/Divulgação )
Rita de Cássia Vaz, de 58 anos, sentiu-se aliviada ao tomar a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus (foto: Câmara de Timóteo/Divulgação )
A Câmara Municipal de Timóteo celebrou nesta quarta-feira (9/6) o Dia Nacional da Imunização de uma forma especial, levando esse tema até os cidadãos como forma de conscientizar a todos sobre a importância das vacinas, especialmente contra a COVID-19. 
Na Câmara de Timóteo, segundo a diretoria geral, dos 122 servidores ativos, 32 contraíram a COVID-19.

Entre os vereadores, o número de infectados pelo novo coronavírus atingiu 60% dos parlamentares.

Dos 15 vereadores, nove foram acometidos pela doença. Em março de 2021, o pior aconteceu. A vereadora Maria da Conceição Dutra Reis, de 69 anos, morreu por complicações da doença.
 
A gerente do setor de RH da Câmara, Rita de Cássia Vaz, que tem 58 anos e toma quatro medicamentos de uso contínuo, pôde receber a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus e já tem a data da segunda dose agendada. 
 
“Foi uma satisfação muito grande, me senti mais segura e aliviada com esse medo todo, me deu um pouco de tranquilidade e digo pra todo mundo que tiver a oportunidade, que tome”, disse.

Ela contou ainda que sua família passou por momentos difíceis quando a sua irmã ficou internada com COVID-19. “Ainda hoje, ela faz fisioterapia para restabelecer os pulmões”, disse.
 
Outro servidor que também foi imunizado com a primeira dose é o chefe de gabinete André Luiz Diniz, de 37 anos. Ele recebeu a vacina por se encaixar no grupo de comorbidades (diabetes e obesidade). André relatou que também passou por momentos tristes na família. 
 
“No mês de março de 2021, perdi uma pessoa muito querida em decorrência da COVID-19 que mexeu muito com minha família. Quando recebi a notícia que eu seria vacinado, fiquei muito feliz porque a vacina é a única forma de a gente voltar ao normal. Fiquei muito grato de ter sido imunizado e também por não ter tido a doença”, disse.
 

Importância das vacinas

Na divulgação que fez sobre a importância das vacinas, a Câmara de Timóteo destacou que graças à vacinação em massa, doenças como poliomielite, rubéola, tétano e coqueluche deixaram de ser um problema de saúde pública no Brasil. 
 
"As vacinas não só protegem as pessoas que as recebem, mas também as pessoas da comunidade que não podem ser vacinadas. A vacinação é uma responsabilidade individual, mas tem grande impacto coletivo. Se você se vacina, está se protegendo e também protegendo as pessoas que não estão vacinadas", informou a nota da Câmara à população.
 
O material também lembrou que a imunização por meio das vacinas permite a prevenção, o controle e a eliminação de doenças graves, mortais, estimulando as defesas naturais do corpo.
 
E para quem questiona a eficácia das vacinas, a divulgação da Câmara também destacou que "antes de serem disponibilizadas para a população, as vacinas passam por diversas fases de avaliação: vão do desenvolvimento até a produção e aplicação, quando já foram devidamente submetidas à avaliação e aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Por isso, as vacinas são seguras".


Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

 

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas

[VIDEO4]

 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade