Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Bares e restaurantes de BH poderão ir até 1h da manhã no Dia dos Namorados

Apenas no dia 12 de junho, estabelecimentos poderão funcionar até mais tarde em BH; nos outros dias, horário foi ampliado para até 22h


09/06/2021 16:24 - atualizado 09/06/2021 17:00

Kalil anunciou horário especial de bares e restaurantes no Dia dos Namorados(foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
Kalil anunciou horário especial de bares e restaurantes no Dia dos Namorados (foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (9/6), um horário especial de funcionamento de bares e restaurantes no sábado (12/6), Dia dos Namorados. 

"Vamos fazer uma homenagem no Dia dos Namorados. No sábado, somente, até 1h da manhã", informou o prefeito. A partir de domingo, a administração municipal ampliou o funcionamento de bares e restaurantes para até às 22h, diariamente. 

"Temos que lembrar que temos a cidade aberta, todo comércio aberto hoje. Bares, restaurantes shoppings, todos os serviços. Temos uma notícia a respeito de bares e restaurantes. O comércio está aberto, vamos falar do que está com restrição. A partir deste fim de semana, estamos ampliando das 19h para até as 22h, diariamente, o funcionamento dos bares e restaurantes", afirmou Kalil. 

Atualmente, as empresas têm autorização para abrir seus salões de segunda a sábado, de 11h às 19h. Fora isso, podem funcionar apenas por delivery ou retirada. 

Mais cedo, conforme o Estado de Minas mostrou, o Comitê de Enfrentamento à COVID-19 de Belo Horizonte se reuniu para deliberar sobre o avanço ou recuo no processo de retomada das atividades econômicas na capital, incluindo o funcionamento de bares e restaurantes.

O Executivo municipal ficou de analisar a proposta da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG) de estender o expediente dos estabelecimentos do setor para o período das 11h às 22h, todos os dias da semana, já a partir deste sábado (12/6), Dia dos Namorados.

Leia também: Confira quantas vezes Kalil fechou BH durante a pandemia

COVID-19 em BH


A ocupação dos leitos de UTI para pacientes com COVID-19 voltou a subir em Belo Horizonte nessa terça (8/6). O indicador saiu de 75,7% para 76,6%, portanto permanece, pelo 102º dia consecutivo, na zona crítica da escala de risco. Um novo boletim deve ser divulgado ainda na tarde desta quarta (8/6).

Se nas UTIs a situação piorou, nas enfermarias a quantidade de leitos ocupados por pacientes com COVID-19 diminuiu. A taxa, que era de 62,2% nessa segunda (7/6), está em 61,6% nesta terça. 

A transmissibilidade do novo coronavírus está em 0,94, mesmo valor do balanço anterior. Portanto, no panorama atual, 94 pessoas ficam doentes, em média, a cada 100 infectados na capital mineira.

Casos e mortes


Belo Horizonte chegou a 215.897 casos confirmados de COVID-19 nesta terça. Fazem parte do balanço 5.243 mortos, 7.378 pacientes em acompanhamento e 203.276 recuperados. O número de vidas perdidas cresceu pelo terceiro balanço em sequência na casa dos 30. São 31 vidas perdidas a mais que no levantamento divulgado nessa segunda. (Com informações de Gabriel Ronan)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade