Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Passos vai comemorar o aniversário com comércio funcionando

Acordo coletivo firmado entre os sindicatos patronal e de empregados prevê a flexibilização na abertura de lojas nesta sexta-feira (14/5), aniversário da cidade


12/05/2021 19:41 - atualizado 12/05/2021 19:53

Comércio de Passos também ficará aberto em 6 de agosto, dia de Bom Jesus dos Passos, padroeiro da cidade(foto: Prefeitura de Passos/Divulgação)
Comércio de Passos também ficará aberto em 6 de agosto, dia de Bom Jesus dos Passos, padroeiro da cidade (foto: Prefeitura de Passos/Divulgação)
Para tentar repor as perdas com os efeitos do fechamento de lojas durante a pandemia do coronavírus, o setor comercial de Passos, cidade distante 382 quilômetros de Belo Horizonte, no Sul de Minas, ficará com as suas portas abertas nesta sexta-feira (14/5), feriado municipal em comemoração aos 162 anos de emancipação político-administrativa do município.

Repetindo o já ocorrido no último carnaval e no feriado de Tiradentes, o Sindicato do Comércio Varejista de Passos (SindPass) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de Passos e Região (Sindcom) assinaram um acordo coletivo prevendo a abertura de lojas, bares, supermercados e restaurantes normalmente.

A medida se estende também para 6 de agosto, quando é comemorado o dia do padroeiro Bom Jesus dos Passos.
 
Esse acordo foi uma solicitação da Associação Comercial e Industrial de Passos (ACIP), juntamente com Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL/Passos) e o SindPass, visando minimizar os prejuízos acumulados pelo setor por conta dos vários dias de paralisação das atividades econômicas no município e ainda para evitar mais aglomerações, viagens e festejos clandestinos nesta época de pandemia.
 
Este ano, o comércio de Passos considerado não essencial ficou fechado, por força de decretos, de 20 a 28 de janeiro, ainda na onda vermelha, e também entre os dias 17 de março e 11 de abril. O município aderiu ao  Programa Minas Consciente.
 
“Foi mais uma decisão acertada do nosso sindicato patronal e do Sindcom. Uma decisão consciente para todos. A ACIP, a CDL e o SindPass já vinham defendendo isso. Os comerciantes já foram muito sacrificados e até os próprios funcionários do comércio, em sua grande maioria comissionados, também estão sofrendo com os prejuízos salariais, pois sem venda não tem comissão”, ressaltou o presidente da ACIP, Renato Mohallem.
 
Para Mohallem, ”dois feriados municipais numa sexta-feira, em época de pandemia e sem poder realizar nenhum evento ou comemoração oficial, só serviriam mesmo para incentivar ainda mais as aglomerações, festas e viagens desnecessárias, aumentando, assim, o risco de contaminação e propagação da COVID-19”.

Ele lembra que preservar e fortalecer o comércio neste momento de crise é também preservar o trabalho, o emprego e a renda no município.
 

Indústria têxtil atrai compradores de outras cidades

Passos é considerada uma cidade polo no setor comercial da indústria têxtil do Sudoeste Mineiro e atrai compradores das cidades que ficam no entorno. Apenas na tradicional Avenida da Moda, conhecida no interior paulista, em toda a região e no estado, são mais de 140 lojas.

A cidade tem ainda vários pontos comerciais que vêm se despontando, como a Rua Goiás (Santa Luzia) e avenidas João Teixeira Mendes (Jardim Itália) e Poços de Caldas (Penha), além das já tradicionais Rua Presidente Antonio Carlos e Avenida dos Expedicionários, no centro da cidade. De acordo com o presidente do Sindcom, David de Oliveira, o comércio de Passos emprega 6 mil pessoas.
 

Live em prol dos artista de Passos

Por causa da pandemia, a tradicional cerimônia cívica de hasteamento de bandeiras foi substituída por uma live que a prefeitura da cidade irá promover, a partir do meio-dia, em prol dos artistas locais, que estão sem trabalho desde março de 2020, quando começou a pandemia.

 

O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.


Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

 

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas



 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade