Publicidade

Estado de Minas COVID-19

COVID-19: Juiz de Fora altera cronograma e antecipa faixa dos 65 a 70 anos

Imunização ocorre no feriado; cidade amplia locais de vacinação de 26 para 40 Unidades Básicas de Saúde


01/04/2021 12:04 - atualizado 01/04/2021 13:26

(foto: Arquivo divulgação /PJF)
(foto: Arquivo divulgação /PJF)
O cronograma de vacinação em Juiz de Fora, Zona da Mata mineira, sofreu alterações. De acordo com a prefeitura, idosos com idade entre 65 e 70 anos serão vacinados até a próxima sexta-feira (9/4), alterando o calendário inicial que previa até 22 de abril. Além disso, o número de Unidades Básicas de Saúde  (UBSs) passa de 24 para 40 no atendimento de imunização. 
A Regional de Saúde de Juiz de Fora (SRS/JF) recebeu, em 27 de março, a nona remessa das doses da vacina contra a COVID-19. O lote foi distribuído para Juiz de Fora e outros 36 municípios de abrangência. 

Nessa última remessa, Juiz de Fora recebeu 2.800 doses de AstraZeneca e 16.600 de CoronaVac. Essas doses são destinadas a idosos de 65 a 69 anos e para terminar a vacinação da faixa etária de 70 a 74 anos.

No total, o município já recebeu 126.276 doses; sendo 95.503 destinadas para a 1ª dose e 33.773 para a 2ª.

Até o momento, Juiz de Fora vacinou 50.460 pessoas com a 1ª dose e 16.868 com a 2ª dose do imunizante contra a COVID-19. Dessa forma, o total de vacinas aplicadas chega a 67.328 pessoas. 

Cronograma de vacinação

Nesta semana, o pré-cadastro para imunização é para idosos com 65 anos ou mais, e também para profissionais de saúde a partir dos 40 anos que estejam na ativa.

Nesta quinta-feira (1º), o público prioritário a ser vacinado é o idoso com 70 anos ou mais. 24 UBSs fazem aplicação da vacina das 8h às 12h. Já no drive-thru na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Sport Club Juiz de Fora, a vacinação segue das 9h às 16h.

Amanhã, no feriado de sexta-feira da Paixão (2), serão vacinados idosos com 70 anos ou mais, das 8h às 13h, no Sport Club Juiz de Fora, localizado no Centro.

No sábado (3) idosos com 69 anos ou mais serão vacinados no Sport Club Juiz de Fora e no Esporte Clube Benfica. Em ambos locais, a vacinação será das 9h às 16h.

No domingo (4) será a vez dos idosos com 69 anos ou mais, no Sport Club Juiz de Fora, das 8h às 13h.

Na segunda-feira (5) serão vacinados no Sport Club Juiz de Fora idosos com 69 anos ou mais, das 9h às 16h. Das 8h às 16h será realizada a imunização nas 40 UBSs indicadas e também no Departamento de Saúde do Idoso.

Na terça (6) serão vacinados no Sport Club Juiz de Fora idosos com 68 anos ou mais das 9h às 16h. Das 8h às 16h será realizada a imunização nas 40 UBSs indicadas e também no Departamento de Saúde do Idoso.

Na quarta (7), idosos com 67 anos ou mais podem se vacinar no Sport Club Juiz de Fora, das 9h às 16h. Das 8h às 16h será realizada a imunização nas 40 UBSs indicadas e também no Departamento de Saúde do Idoso.

Na quinta (8), o público prioritário será %u0301o de idosos com 66 anos ou mais, a vacinação será no Sport Club Juiz de Fora, das 9h às 16h. Das 8h às 16h será realizada a imunização nas 40 UBSs indicadas e também no Departamento de Saúde do Idoso.

Na sexta (9), a imunização vai ocorrer para idosos com 65 anos ou mais no Sport Club Juiz de Fora, das 9h às 16h. Das 8h às 16h será realizada a imunização nas 40 UBSs indicadas e também no Departamento de Saúde do Idoso.

E no sábado (10), idosos com 65 anos ou mais podem se vacinar no Sport Club Juiz de Fora, das 9h às 16h.

Conforme informações da assessoria da Prefeitura de Juiz de Fora,o cronograma de vacinação contra COVID-19 pode sofrer alterações ao longo da semana. Isso porque diariamente é avaliado o calendário - de acordo com os ajustes na logística e distribuição das vacinas.

Boletim epidemiológico

Conforme boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (31), Juiz de Fora registra 25 mortes nas últimas 24 horas. A taxa de UTI SUS para atendimento Covid está em 99,29% de ocupação. No total, 632 pacientes estão hospitalizados com COVID-19. 

A cidade acumula 1.082 mortes em decorrência da doença e os casos confirmados somam 24.847. Já os recuperados são 21.012.

Lista das 40 UBSs destinadas à vacinação contra COVID-19

1. UBS Alto Grajaú - Rua Doutor Leonel Jaguaribe, 178;
2. UBS Bairro Industrial - Rua João Gualberto,110;
3. UBS Barreira do Triunfo - Avenida Jucelino Kubitscheck, s/nº;
4. UBS Benfica - Rua Guararapes, 106;
5. UBS Borboleta - Rua Tenente Paulo Maria Delage, 297;
6. UBS Centro Sul - Avenida Rio Branco, 3132;
7. UBS Cidade do Sol - Rua Gustavo Capanema, 70 ;
8. UBS Dom Bosco - Rua João Manata, 93;
9. UBS Esplanada - Rua Bias Fortes, 74;
10. UBS Filgueiras - Rua Orlando Riani, 2.200;
11. UBS Furtado de Menezes - Rua Furtado de Menezes, 19 A;
12. UBS Grama - Praça Áureo Carneiro s/n;
13. UBS Ipiranga -Rua Etiene Loures, 85;
14. UBS Jardim da Lua - Rua Natalino José de Paula, 35;
15. UBS Jardim Esperança - Rua Padre João Micheleto, 35;
16. UBS Jardim Natal - Rua Tenente Lucas Drumond, 370;
17. UBS Joquei Clube I - Rua Antônio Armando Pereira, 140;
18. UBS Joquei Clube II - Rua Antônio Guimarães Peralva, 130;
19. UBS Linhares - Rua Ministro Odilon Braga, s/nº;
20. UBS Marumbi- Rua Barão do Retiro, 1.462;
21. UBS Milho Branco - Rua Nicolau Schuery, s/nº;
22. UBS Nossa Senhora Aparecida - Rua Nossa Senhora Aparecida, 775;
23. UBS Nossa Senhora das Graças - Rua Queluz 72;
24. UBS Nossa Senhora de Lourdes - Rua Doutor José Rafael Souza Antunes, 409;
25. UBS Nova Era - Rua Guimarães Júnior, 850;
26. UBS Parque Guarani - Rua Sofia Rafael Zacarias, 658;
27. UBS Progresso - Rua Jorge Knopp, 119;
28. UBS Retiro - Rua Sebastião Cardoso, 41;
29. UBS Santa Cecília - Rua Gabriel Rodrigues, 900;
30. UBS Santa Cruz - Rua Doutor Antonio Mourão Guimarães, 245;
31. UBS Santa Efigênia - Rua José Ferreira, 13;
32. UBS Santa Luzia - Rua Torreões, s/nº;
33. UBS Santa Rita - Rua José Vicente, 390;
34. UBS Santo Antônio - Rua Pedro Trogo, 385;
35. UBS São Pedro - Rua João Lourenço Kelmer, 1.433;
36. UBS São Sebastião - Rua Jorge Raimundo, 209;
37. UBS Vale dos Bandeirantes - Rua Laurindo Nocelli, 100;
38. UBS Vale Verde - Rua Marciano Pinto, 685;
39. UBS Vila Ideal - Avenida Francisco Valadares, 1910;
40. UBS Vila Olavo Costa - Rua Jacinto Marcelino, 16.

 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade