Publicidade

Estado de Minas FECHAMENTO

Novas restrições: 'Voltamos ao início da pandemia', dizem belo-horizontinos

A partir deste domingo (28/3), a prefeitura de Belo Horizonte autorizou funcionamento apenas de drogarias e postos de combustível


25/03/2021 14:03 - atualizado 25/03/2021 15:13

Supermercados em BH vão ficar fechados nos próximos domingos(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Supermercados em BH vão ficar fechados nos próximos domingos (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Para se antecipar ao fechamento dos supermercados, a partir deste domingo (28/3), vários belo-horizontinos vão às compras nos próximos dias. A preocupação da maioria é que a medida da Prefeitura de Belo Horizonte para conter a disseminação da COVID-19 provoque aglomerações nos dias anteriores às restrições.

Essa é a opinião de Poliana Rodrigues Ornela Salim, de 35 anos, analista de marketing. Ela mora no Bairro Castelo, na Região da Pampulha, e acredita que foi um erro o fechamento dos supermercados aos domingos.

“Sou completamente a favor de medidas serem tomadas para conter a disseminação do vírus e possíveis aglomerações, mas acredito que essa decisão de fechar os supermercados aos domingos não é uma decisão sábia. A probabilidade de essa iniciativa gerar maior concentração de pessoas em compras aos sábados e na sexta-feira à noite é maior”, destacou a preocupação.
 

Poliana contou que domingo é o único dia que tem tempo para fazer as compras de casa. “Geralmente, tenho o costume de fazer compras aos domingos. Tenho feito compra do mês. Os itens mais essenciais. Os domingos eu separo para comprar itens para repor os alimentos da semana”, contou.

“Alguém que trabalha fora e não consegue fazer compras durante a semana, só tem o fim de semana. Essa medida não vai ser efetiva porque pode aumentar o número de pessoas nos supermercados”, reforçou.

Ela não é a única que teme aglomerações nos supermercados nos próximos dias. Enzo Marcos Di Pietro, de 61, advogado, mora no bairro Nova Suíça, Região Oeste de BH e pensou em uma estratégia para evitar grande concentração de pessoas.

“No domingo, temos o hábito de fazer compras apenas com os produtos que vamos consumir no dia, mas agora vamos procurar ir antes. As compras do mês preferimos usar o final da noite, quase no horário do fechamento, desde que a pandemia começou. Assim, a gente evita  aglomeração. Normalmente nesse horário o supermercado está mais vazio”, ressaltou.

Ele contou que quando a medida foi anunciada, na última terça-feira (23/3), várias pessoas entraram em desespero e sentiram que a sensação era de voltar em março de 2020, quando a preocupação das pessoas era a de faltar produtos nas prateleiras dos supermercados.

“Meu cunhado e minha irmã fizeram as compras correndo, achando que iriam fechar permanentemente. A sensação é de que voltamos ao início da pandemia”, disse.

Outras pessoas preferem optar por uma alternativa mais moderna - os aplicativos de entrega. Bruno Mafra, de 43, é jornalista e disse que pode ser uma opção. "Talvez experimente esse negócio de fazer compra on-line. Esses aplicativos vivem oferecendo desconto para primeira compra mesmo, talvez seja a hora de reduzir a lista ao mínimo possível e aproveitar." 

Outras pessoas relataram à reportagem do Estado de Minas que já encontraram supermercados lotados em alguns pontos de Belo Horizonte.

O que vai funcionar domingo?

A partir do próximo dia 28, apenas farmácias e postos de combustível estarão autorizados a funcionar aos domingos entre as atividades comerciais da cidade.

Supermercados, sacolões, lanchonetes, lojas de conveniência, açougues e similares só poderão operar por delivery ou drive-thru (somente os que possuem estacionamento internalizado).

Atividades industriais também não poderão funcionar aos domingos.
 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade