Publicidade

Estado de Minas ZONA DA MATA

Manifestação pede reabertura do comércio em Juiz de Fora

Protesto ocorreu após interdição de restaurante no Centro da cidade; Câmara discute requerimento assinado pela maioria dos vereadores com o mesmo pedido


23/03/2021 14:08 - atualizado 23/03/2021 17:11

Comerciantes pedem liberação do comércio e de outras atividades comerciais(foto: Reprodução)
Comerciantes pedem liberação do comércio e de outras atividades comerciais (foto: Reprodução)
Empresários e grupos de direita fizeram manifestação pedindo a reabertura do comércio e fim das medidas restritivas da onda roxa em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. O protesto ocorreu na noite dessa segunda-feira (22), após fiscalização da prefeitura interditar um restaurante, localizado no Centro. A manifestação terminou na frente do prédio onde mora a prefeita Margarida Salomão (PT).

E a maioria dos vereadores da cidade parece apoiar o pedido dos manifestantes, já que 14 dos 19 parlamentares assinaram um requerimento que pede a reabertura de todo o comércio e a liberação das atividades empresariais na cidade. Nesta terça-feira (23/3), a Câmara colocará em votação o documento.

O estabelecimento interditado e que gerou todo o protesto estava atendendo no sistema self-service e com consumo interno – atividades proibidas na onda roxa do programa estadual Minas Consciente.
No meio da tarde, com as portas do estabelecimento abertas, vários apoiadores do comerciante batiam palmas com palavras de ordem como “acabou o lockdown, não vai fechar”.

Conforme a prefeitura, além da interdição, a operação Fiscalização pela Vida autuou o restaurante por falta de alvará de licença e por irregularidades relacionadas aos protocolos sanitários de combate à COVID-19.

A ação dos fiscais causou tumulto e discussões. Após a interdição, empresários e grupos de direita organizaram uma manifestação em frente à Câmara Municipal, no início da noite. 

Em seguida, os manifestantes saíram pelas ruas do Centro. O protesto terminou em frente ao apartamento onde mora Margarida Salomão. O grupo pedia a suspensão do decreto que impede a abertura do comércio e proferiram palavras de ordem como “fora Margarida”.

Pelo carro de som, empresários afirmaram que não tem como suportar a situação financeira e que é injusto fechar o comércio. Segundo eles, “não é o comércio o principal culpado pela pandemia”. 

Juiz de Fora está com o comércio fechado após a implementação, de forma obrigatória, da onda roxa do governo de Minas. Desde 13 de março, a cidade também segue o toque de recolher entre 20h e 5h.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da prefeita, e aguarda posicionamento quanto ao ocorrido. 

A situação sanitária é crítica em Juiz de Fora, pois a falta de leitos tem sido uma realidade. De acordo com último boletim epidemiológico, a ocupação de leitos de UTI do SUS está em 95,71%. Além disso, a cidade registrou mais 20 mortes em decorrência da COVID-19.

Juiz de Fora acumula 954 mortes por COVID-19, e o total de casos confirmados soma 22.966.
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade