Publicidade

Estado de Minas MAIS RIGIDEZ

Contagem terá mais restrições do que a onda lilás, proposta pela Granbel

Marília Campos irá publicar decreto com ações mais enérgicas para impedir o trânsito de pessoas na cidade a partir desta quarta-feira


08/03/2021 18:55 - atualizado 08/03/2021 19:24

Marília Campos anunciou que cidade terá medidas mais restritivas, principalmente em relação ao funcionamento do comércio(foto: Prefeitura Municipal de Contagem/Divulgação)
Marília Campos anunciou que cidade terá medidas mais restritivas, principalmente em relação ao funcionamento do comércio (foto: Prefeitura Municipal de Contagem/Divulgação)
A prefeita de Contagem, Marília Campos (PT), esperava terminar o dia anunciando que a cidade da Grande BH entraria na Onda Roxa do Plano Minas Consciente. Após encontro com chefes de Executivo dos municípios da Região Metropolitana, Campos foi voto vencido ao levar para o encontro a ideia da adesão à fase mais restritiva do plano estadual contra a COVID-19.

Mesmo assim, a prefeita garantiu que Contagem precisa de ações mais efetivas no combate à pandemia do que as estabelecidas na nova Onda Lilás, proposta colocada na reunião da Granbel, mas ainda sem data para ser implementada pelas cidades da Grande BH. 

“Hoje, a gente adotar medidas restritivas é fundamental. Fizemos um grande pacto que nos orientou a trabalhar durante dois meses. Só que o quadro agora é mais grave”, analisou a prefeita.

As medidas em Contagem, apesar de não terem sido detalhadas à imprensa nesta segunda-feira (8/3), terão validade para os próximos 21 dias e preveem a restrição de funcionamento de setores da economia, permitindo apenas os serviços essenciais.

Outras ações a serem adotadas são a restrição de circulação na cidade, com horário ainda a ser definido; a proibição de eventos de qualquer natureza e o fechamento de bares e restaurantes, com exceção daqueles que atuam com delivery, sendo totalmente vedado o consumo no local.

Também ainda serão decididos os horários em que serão permitidos cultos religiosos.

Marília revelou ainda que os prefeitos solicitaram às empresas de ônibus que coloquem toda a frota nas ruas para evitar a superlotação nos veículos. As medidas de restrição deverão ser publicadas nesta terça-feira, mas com validade a partir de quarta-feira.

Segundo a prefeita, isso se deve para que as pessoas e empresários tenham tempo de se adequar às ações.

“Não vamos permitir um colapso para depois tomarmos uma atitude. A economia só será completamente retomada se pudermos conter a pandemia”, ressaltou Campos.

Os números da pandemia em Contagem

O secretário municipal de Saúde, Fabrício Simões, revelou que 93% dos leitos de UTI para COVID-19 estão ocupados na cidade, assim como 71% dos leitos de enfermaria. Disse ainda que mais de 40% dos exames realizados têm resultado positivo.

“O vírus está circulando com mais força. Novas variantes [da COVID-19] ainda não foram identificadas, mas, com certeza, estão circulando [na cidade]”, afirmou.

De acordo com o último boletim epidemiológico municipal, divulgado neste domingo (7/3), Contagem tem 20.903 casos confirmados da doença, com 743 óbitos e outros quatro em investigação. O índice de transmissão por infectado se encontra em 1,06, o que significa que cada 100 pessoas infectadas podem transmitir o vírus para outras 106.
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade