Publicidade

Estado de Minas DECRETO

Araxá: leitos de UTI/COVID lotados e modelo híbrido em escolas privadas

Novo decreto manteve a Lei Seca na cidade que, no meio do mês de fevereiro, chegou aos 100% de ocupação dos leitos de UTI/COVID


03/03/2021 16:08 - atualizado 03/03/2021 16:41

Primeira parte do atual boletim epidemiológico de Araxá, divulgado no final da tarde desta terça-feira (2/3)(foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)
Primeira parte do atual boletim epidemiológico de Araxá, divulgado no final da tarde desta terça-feira (2/3) (foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)

 

Mesmo diante de uma preocupante taxa de ocupação de leitos UTI/COVID em quase 90% e um decreto municipal de enfrentamento à doença com duras medidas restritivas como, por exemplo, a proibição da venda de bebidas alcoólicas, as escolas particulares de Araxá retornarão as suas atividades na próxima segunda-feira (8/3) no modelo híbrido (remoto e presencial). Já as estaduais também voltarão no dia 8, a princípio, ainda restrita ao modelo remoto. 
 
Segunda parte do atual boletim epidemiológico de Araxá, divulgado no final da tarde desta terça-feira (2/3)(foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)
Segunda parte do atual boletim epidemiológico de Araxá, divulgado no final da tarde desta terça-feira (2/3) (foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)
 
 
Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, o município vai seguir recomendações do governo mineiro após a Secretaria de Estado de Educação divulgar, na semana passada, o Plano de Retorno da Educação durante a pandemia. 


“Mesmo com o retorno autorizado pelo estado, a decisão de mandar o aluno para a escola, será de livre escolha da família, sendo que o estudante não receberá falta e continuará recebendo atendimento de forma remota.
 
Todas as medidas de prevenção à disseminação da COVID-19 foram aplicadas nas escolas, como, higienização nos mobiliários, disponibilização de equipamentos de proteção e produtos de higiene para alunos, professores e funcionários. Os cuidados para que as escolas não sejam locais de propagação do coronavírus incluem o distanciamento social, o uso de máscaras e álcool em gel”, assegurou a prefeitura de Araxá, por meio de nota.
 
Com relação ao retorno do ano letivo nas escolas da rede municipal, ainda conforme a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade, foi analisada a realidade de cada escola para a elaboração de um cronograma de retorno e de atendimento. 
 
"A previsão é para 15 de março, de forma escalonada e com o número reduzido de alunos. Será selecionada uma única série escolar em cada instituição, com apenas 30% dos alunos, que será monitorada por 15 dias para que o acompanhamento seja de uma forma mais assertiva”, informou a prefeitura de Araxá.

Novo decreto mantém Lei Seca em Araxá e amplia horário de academias

 
No final da tarde dessa terça-feira (2/3), o Comitê de Enfrentamento à COVID-19 de Araxá decidiu estender a proibição da venda de bebidas alcoólicas no município para mais sete dias (com duração inicial de 15 dias, o decreto anterior que determinou a Lei Seca na cidade havia sido publicado no dia 17 de fevereiro). 
 
Além disso, o novo decreto estabelece medidas mais rígidas para estabelecimentos bancários durante o horário de funcionamento. Eles ficam obrigados a manter funcionários organizando a fila em sua área externa de forma a assegurar distanciamento mínimo de 2 metros entre os clientes, bem como orientar sobre outras obrigatórias medidas sanitárias como o uso correto da máscara.
 
Por outro lado, as academias e demais estabelecimentos voltados à prática esportiva foram liberados a estenderem os seus horários de funcionamento das 5h às 20h e aos sábados até às 12h; aos domingos e feriados permanecerão fechados.
 
O prefeito de Araxá, Robson Magela, disse que as deliberações definidas no atual decreto podem ser revistas a qualquer momento, caso haja evolução no quadro de contágio da COVID-19 em Araxá.
 
 “Temos uma doença e temos pessoas passando fome. Todas as medidas são voltadas para tentar acudir um lado, sem quebrar o outro. Mas é preciso que a população também faça sua parte. Nós estamos acompanhando os números e caso o cenário da pandemia em Araxá piore, teremos que adotar medidas mais rígidas”, declarou Magela.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade