Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Sob pressão de lojistas, Juiz de Fora decide permanecer na Onda Amarela

Comerciantes reagiram negativamente ao regresso para Onda Vermelha e Comitê cedeu


04/12/2020 23:06 - atualizado 05/12/2020 00:17

Novas reuniões estão agendadas para a próxima semana para reavaliar a situação da pandemia(foto: divulgação / Prefeitura)
Novas reuniões estão agendadas para a próxima semana para reavaliar a situação da pandemia (foto: divulgação / Prefeitura)
Em Juiz de Fora, o Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19 realizou reunião extraordinária na noite desta sexta-feira (4), após reação do comércio contra o retrocesso à Onda Vermelha. Portanto, o colegiado decidiu que a cidade vai permanecer na Onda Amarela do programa Minas Consciente, porém, com mais restrições.

Com isso, o comitê revogou a decisão de retrocesso à Onda Vermelha previsto para segunda-feira (7). Sendo assim, o comércio continua funcionando de acordo com os protocolos atuais da Onda Amarela.

Ainda na reunião, Sindicato do Comércio de Juiz de Fora, Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas assumiram compromisso de adotarem uma campanha educativa até o dia 23 de dezembro. A divulgação será veiculada em diversos tipos de mídia como forma de conscientizar a população sobre a gravidade do cenário epidemiológico enfrentado pelo município.
 
Em menos de 24 horas após anúncio da regressão de Juiz de Fora para a Onda Vermelha, comerciantes reagiram contra e preparavam manifestação para este sábado (5/12). Vários testemunhos nas redes sociais relatavam que os lojistas não iriam respeitar o decreto de fechamento das portas. 
 
Nos próximos dias, a fiscalização do comércio será intensificada por uma força tarefa com fiscais de postura, guardas municipais, agentes de trânsito, em parceria com os órgãos de segurança pública.

O objetivo é verificar se os protocolos sanitários estão sendo cumpridos nos estabelecimentos comerciais. 

Restrições extras na Onda Amarela:


- As praças de alimentação em todos os empreendimentos comerciais poderão funcionar com, no máximo, 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade;


- Proibição de consumo de bebida alcoólica em todos os tipos de estabelecimentos comerciais, bem como em todo e qualquer espaço público;


- Os templos religiosos poderão funcionar com, no máximo, 20% (vinte por cento) de sua capacidade e os cultos e missas poderão ter duração máxima de 45 (quarenta e cinco) minutos;


- Proibição de todas as atividades de ensino extracurricular

Estas medidas passam a valer a partir da próxima segunda-feira, dia 7. As demais restrições e regramentos contidos no decreto municipal e nas últimas resoluções continuam valendo. 


O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade