Publicidade

Estado de Minas OPINIÃO SEM MEDO

Internação curou soluços, mas não mentiras e estupidez de Bolsonaro

Ao botar os pés para fora de um hospital 6 estrelas em São Paulo, o presidente voltou a infernizar o País


19/07/2021 07:15 - atualizado 19/07/2021 09:57

Bolsonaro mal saiu do hospital e voltou a disparar sua 'voz das trevas'(foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP)
Bolsonaro mal saiu do hospital e voltou a disparar sua 'voz das trevas' (foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP)


Calado, Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, é um gênio, ainda que o bolsokid Carluxo, um arruaceiro de internet que ganha a vida como suposto vereador do Rio de Janeiro, espalhe suas gosmas pelas redes sociais, inclusive com imagens do pai, estrebuchado sobre uma cama de hospital, com o barrigão à mostra.

O silêncio do devoto da cloroquina faz um bem danado ao Brasil. São instantes de paz; de ausência de agressões pessoais e de ofensas racistas e homofóbicas; um período sem ameaças golpistas e sem estímulos à morte pelo coronavírus. É uma pena que 'alegria de pobre dure pouco’, e que a voz das trevas já esteja de volta.

Na calçada do hospital em que esteve internado para fazer proselitismo político e se vitimizar, o amigão do Queiroz voltou a mentir sobre as vacinas, distanciamento social e tratamentos de Covid sem comprovação; a atacar os senadores da CPI; a alegar fraude eleitoral e outras bobagens típicas do mitômano sociopata que é.

A novidade foi uma nova vitimização. Desta vez, o maníaco do tratamento precoce não se queixou da facada, da Rede Globo, da Folha de São Paulo, do STF, do PT e da vida de presidente. ‘Tudo o que eu falo se volta contra mim como se eu fosse um genocida’. Tadinho, né? Será por quê? Baita injustiça isso aí, pô.


Ao contrário. Determinou a compra imediata de todos os imunizantes oferecidos ainda em 2020; gastou fortunas em campanhas de conscientização; correu para se vacinar e dar o exemplo; nunca deixou de usar máscara em público; incentivou a população a se cuidar. Bolsonaro é um guerreiro incansável pela vida humana.

Não? Nada disso? É sério? O mito mentiu outra vez? Nossa, que novidade. Nem acredito. Só por causa disso vou tomar mais uma; a saideira. Domingão de calor brabo por aqui. Aliás, na cidade onde estou, 60% da população foi vacinada com duas doses e a vida está praticamente normal - ou muito próximo disso. O prefeito daqui, sim, é que é um verdadeiro genocida. Viva Bolsonaro!! Viva Odorico!!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade