Publicidade

Estado de Minas MOMENTO DELICADO

FAB mantém treinamento em epicentro de COVID-19

Segundo a FAB, todas as medidas de proteção estão sendo tomadas para que militares não sejam infectados e para que, em caso de contaminação, o sistema de saúde local não seja sobrecarregado


10/08/2020 16:35 - atualizado 10/08/2020 16:42

 

(foto: FAB/Divulgação )
(foto: FAB/Divulgação )
Mesmo com o avanço da COVID-19 no Centro-Oeste, a Força Aérea Brasileira (FAB) manteve, neste mês, a realização de um treinamento para 700 militares na região metropolitana de Campo Grande (MS). A decisão incomodou o governo estadual, que defende restrição de atividades que não sejam essenciais.

Campo Grande concentra aproximadamente 40% dos 29 mil casos de COVID-19 no Mato Grosso do Sul, que, até sexta-feira, registrava 481 óbitos pela doença. No mapa da administração estadual, a cidade aparece como "risco extremo".

A Secretaria de Saúde do Estado informou que "não recomenda a realização do evento neste período", mas que "respeita a decisão da FAB" por acreditar que o plano sanitário criado para o exercício militar "possui todas as medidas necessárias para a segurança dos envolvidos".

Professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e infectologista da Fiocruz, Júlio Croda diz que a região vive o momento mais delicado na pandemia até agora. A ocupação dos leitos de UTI alcançou 94%, sem sinais de estabilização no total de infecções. "É um momento crítico. Se muitas pessoas vêm para a cidade com elevado nível de contaminação, temos que pensar se o evento é essencial, se deve ser realizado e se não pode ser adiado. Não é momento de aglomerar pessoas, de nenhuma atividade que não seja essencial", afirmou.

Justificativa

O chamado Exercício Operacional Tápio (Expo Tápio) ocorrerá em uma base militar de Campo Grande, de 17 de agosto a 4 de setembro. A atividade capacita a Força Aérea para cenários de "guerra irregular" - conflitos com grupos como de traficantes ou guerrilheiros.

A Aeronáutica afirma que o treinamento, que ocorre pelo terceiro ano consecutivo, é necessário para manter a capacidade de operação dos militares e para emprego imediato em missões em curso, como a Verde Brasil 2 e a que combate incêndios no Pantanal.

Segundo a FAB, todas as medidas de proteção estão sendo tomadas para que militares não sejam infectados e para que, em caso de contaminação, o sistema de saúde local não seja sobrecarregado. Os participantes do Expo Tápio serão submetidos a testes para COVID-19 às vésperas do embarque. Uma comissão de vigilância vai monitorar as instalações e uma equipe médica estará a postos.

Os participantes serão obrigados a utilizar equipamentos de proteção. As reuniões serão feitas em etapas para reduzir aglomerações e o auditório usado no treinamento não terá mais de 40% de sua capacidade preenchida. Etapas do treinamento que não demandarem o deslocamento serão feitas de maneira remota.

No ano passado, o treinamento mobilizou 50 aeronaves da FAB e mil militares de Marinha, Exército e Aeronáutica. As manobras envolveram equipes de Transporte, Caça, Asas Rotativas, Reconhecimento e Busca e Salvamento, além do esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, da Brigada de Defesa Antiaérea e dos Grupos de Defesa Antiaérea.

"A realização do Expo Tápio é fundamental para garantir a continuidade da capacitação operacional dos militares e a pronta resposta para emprego em diversas missões, além da atuação em casos de resgate de enfermos em navios, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde", disse a FAB, em nota. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 


O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade