Publicidade

Estado de Minas PRONUNCIAMENTO

Queiroga: 'Podemos nos orgulhar da nossa campanha de vacinação'

Em pronunciamento em cadeia de rádio e TV, ministro da Saúde pediu para que brasileiros procurem tomar a segunda dose do imunizante contra a COVID-19


28/07/2021 21:19 - atualizado 28/07/2021 21:19

Queiroga elogiou campanha de vacinação contra a COVID-19 no Brasil(foto: Reprodução)
Queiroga elogiou campanha de vacinação contra a COVID-19 no Brasil (foto: Reprodução)
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, nesta quarta-feira (28/7), para pedir que os brasileiros que já podem tomar a segunda dose da vacina contra a COVID-19, e que estejam com a aplicação em atraso, que procurem postos de saúde. Queiroga também elogiou a campanha de vacinação nacional.

Queiroga, durante o pronunciamento, reforçou que a previsão é que toda a população adulta receba a primeira dose da vacina até setembro, para que a imunização com as duas doses seja concluída até dezembro. O ministro disse que "se orgulha" da campanha de vacinação nacional, citando números em relação à redução do número de casos e mortes.

"Hoje, podemos nos orgulhar do sucesso da nossa campanha de vacinação. Cem milhões de brasileiros tomaram ao menos uma dose. Com mais de 63% da população adulta vacinada com a primeira dose, registramos uma queda expressiva de 40% no número de casos e óbitos em apenas um mês", afirmou o ministro.

Queiroga também fez um apelo aos brasileiros que ainda não tomaram a segunda dose da vacina e que já estouraram o prazo determinado pelas fabricantes dos imunizantes. O ministro pediu para que estas pessoas procurem postos de saúde para que completem o esquema vacinal.

"Dirijo-me em especial aos brasileiros que estão com a segunda dose em atraso. Peço que busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose, pois a sua imunização só estará completa após a conclusão do esquema vacinal."

Terceira dose

Mais cedo, Queiroga anunciou que o governo irá começar uma pesquisa para avaliar a necessidade de uma possível terceira dose da vacina CoronaVac. O anúncio foi feito durante 11ª Reunião Virtual com os Ministros da Saúde dos países do BRICS, que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. 

O estudo está previsto para ser iniciado na próxima semana e será realizado em parceria com a Universidade de Oxford. A pesquisa será com 1.200 participantes, moradores de São Paulo e Salvador, que já tomaram as duas doses da vacina há mais de seis meses. 
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade