Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Delta: Queiroga fala em evitar transmissão comunitária, mas cepa já circula

Em coletiva de imprensa, o ministro da Saúde voltou a defender o retorno às aulas presenciais e às atividades econômicas


21/07/2021 17:50

(foto: Walterson Rosa/MS)
(foto: Walterson Rosa/MS)
A variante Delta do novo coronavírus já circula em alguns estados brasileiros, que confirmaram transmissão comunitária - quando não é possível rastrear a origem dos casos. É o caso de São Paulo e do Rio de Janeiro, que reúnem a maioria dos casos da nova cepa. Mesmo diante deste cenário, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou nesta quarta-feira (21/7) em medidas "para evitar que haja transmissão comunitária da variante Delta no país" e defendeu o retorno às aulas presenciais e atividades econômicas. 

Segundo o ministro as variantes do vírus tem atenção da pasta, que já contabilizava 122 casos da Delta em nove estados até esta terça-feira (20). Nesta quarta (21), o Distrito Federal entrou para a lista ao confirmar seis casos da nova cepa.
"A variante Delta está aí, e nós já temos uma centena de casos identificados. Nós precisamos conhecer bem qual o perfil desses indivíduos, qual percentual deles já estava vacinado com as duas doses da vacina e com uma dose da vacina, onde estão localizados, o isolamento dessas pessoas, para evitar que haja transmissão comunitária da variante Delta", disse Queiroga, em coletiva de imprensa. 

No entanto, a preocupação do ministro é vista como atrasada já que a variante Delta já possui transmissão comunitária em alguns estados, como Rio de Janeiro e São Paulo. Mesmo diante desse cenário, Queiroga voltou a defender o retorno às aulas presenciais. "Nós temos que trabalhar para voltar às aulas no Brasil e, para isso, protocolos têm que ser seguidos, e temos que vacinar a população brasileira. Isso que a gente tem feito", pontuou. 

O gestor da pasta da Saúde ainda comentou sobre o retorno do público nos jogos de futebol, como acontecerá no DF nesta quarta (21) com o jogo da Libertadores entre Flamengo x Defensa y Justicia. 

"É necessário que já consigamos promover um retorno às atividades econômicas do Brasil. Temos uma capacidade de leitos disponíveis nos hospitais e vamos conviver com essa situação pandêmica até que consigamos controlá-la de uma maneira definitiva", indicou. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade