UAI
Publicidade

Estado de Minas TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Mulher esfaqueada por ex-namorado deve ter alta nesta terça-feira (24)

Advogada passa bem e está em observação no Hospital João XXIII, em BH; crime foi nessa segunda-feira (23/5) no Bairro Gutierrez


24/05/2022 12:38 - atualizado 24/05/2022 12:59

Fachada do Hospital João XXIII
Segundo uma pessoa próxima a vítima, as facadas foram superficiais e ela não corre risco de morte (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
advogada que levou 11 facadas do ex-namorado no Bairro Gutierrez, Região Oeste de Belo Horizonte, nessa segunda-feira (24/05), deve receber alta nesta terça (25). Ela está em observação no Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII.

Segundo uma pessoa próxima a vítima, as facadas foram superficiais e ela não corre risco de morte.

O autor das facadas, o engenheiro Bruno da Costa Val Fonseca, é ex-namorado da vítima e não aceitava o fim do relacionamento. Ele foi preso poucas horas depois da tentativa de feminicídio pela Polícia Militar (PM). O homem estava na casa de uma tia, na Região Leste de BH.

O crime foi presenciado pelos filhos da advogada. As crianças estão sob os cuidados do ex-marido da vítima e em estado de choque.

Para a polícia, Bruno confessou o crime e não demonstrou estar arrependido. Além disso, alegou ter bipolaridade e disse ter cometido o crime após perder o emprego. Ele não apresentou laudo que comprove o transtorno.

Denúncias

O serviço Ligue 180 registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher em todo o Brasil. A central também fornece informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso.


A Central de Atendimento à Mulher funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, atende todo o território nacional e também pode ser acessada em outros países. A ligação é gratuita.

Em Belo Horizonte, a Casa da Mulher Mineira oferece acolhimento e atendimento à mulher vítima de violência doméstica.

No local, vítimas desse tipo de crime podem pedir medidas protetivas de urgência, receber a guia de exame de corpo de delito e fazer a representação criminal.

Os serviços também incluem encaminhamento para abrigos, atendimento psicológico, orientação jurídica e acompanhamento para retirar objetos pessoais de casa.

A Casa da Mulher Mineira fica na Avenida Augusto de Lima, número 1.845, no Barro Preto, Região Centro-Sul da capital.

 

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização. Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele.

Leia também:
 Cidade feminista: mulheres relatam violência imposta pelos espaços urbanos

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.

O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto 
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole

Leia mais:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade