UAI
Publicidade

Estado de Minas REABERTURA

BH: Domingo com a volta do Parque Municipal é de alegria para os visitantes

Parque reabriu após 9 meses fechado, com exigência de agendamento prévio e comprovante de vacinação contra febre amarela


05/12/2021 10:26 - atualizado 05/12/2021 10:54

parque municipal reaberto
Primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

Domingo é dia de parque em Belo Horizonte e nada melhor que poder voltar ao famoso Parque Municipal Américo Renné Giannetti, no Centro da cidade, que voltou a abrir os portões aos visitantes na quinta-feira (5/12), depois de nove meses fechado para o público.

Neste período, o lugar charmoso precisou passar por cuidados especiais depois da identificação de 21 morcegos e um gambá contaminados pelo vírus da raiva, letal para humanos.

Depois de vacinar e monitorar os animais, a prefeitura garante não ter detectado nenhum outro animal com a doença. Sendo assim, quem agradece são os visitantes. “O passeio está bem tranquilo e depois de tanto tempo fechado foi bem emocionante retornar a esse espaço”, comenta Silvia Martins Cunha, de 39 anos.

Foto Gladyston Rodrigues - Primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal. Na foto Silvia Martins Cunha, 39 com o filho Fábio, 9 anos
Silvia Martins Cunha, 39 anos, com o filho Fábio, 9 anos (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)


A moradora do Bairro Padre Eustáquio, na Região Noroeste de BH, garantiu os ingressos necessários para entrar no parque assim que viu a notícia de que ele seria finalmente reaberto. 

“A última vez que eu vim foi em janeiro de 2020 e a cidade fechou em março. Foi uma surpresa conseguir ingresso pra vir hoje, mas eu tentei cedo. Acredito que quem tenta de última hora pode não conseguir, o movimento está bom, tem bastante criança no parquinho”, observa.

O filho dela, de 9 anos, correu para brincar no castelinho assim que passou pela portaria. “Eu estava com saudade. Aqui é um bom lugar pra caminhar e brincar”, contou Fábio, cheio de alegria.

Amor pelo parque

Com jardins imponentes e lagos acolhedores, o Parque Municipal é um prato cheio para os casais que buscam um passeio tranquilo próximo à natureza. É o caso de Claudeir Dias, de 33 anos, e Deisiane Almeida, de 28. Os namorados se encontraram logo cedo para aproveitar a companhia um do outro acompanhados de um lanche reforçado trazido de casa.
Foto Gladyston Rodrigues - Primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal. Na foto Claudeir Dias e Deisiane Almeida casal de namorados.
Casal de namorados Claudeir Dias e Deisiane Almeida (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

“Está maravilhoso. Muito bom, muito tranquilo, o ambiente está agradável, a grama bem cuidada”, ele elogia. A parceira, que exibe a camisa do Atlético, consagrado bicampeão brasileiro esta semana, também gostou do passeio. “Tiramos o dia pra fazer um piquenique e reforçar a aliança como namorados. Gostei disso de ter agendamento porque não tem como ter algazarra no parque, então está bem mais familiar”, acrescenta.

Família é aqui

Deisiane tem razão. O domingo é de movimento tranquilo e família por toda parte. Como exemplo, a família de Paulo Sérgio Lemos, de 49 anos, que saiu cedo de Contagem, na região metropolitana, para levar todo mundo ao parque: a esposa, os filhos e a neta.
Foto Gladyston Rodrigues - Primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal. Na foto Paulo Sérgio Lemos com a esposa Katia Lemos, oom o filho Antoni e a filha Priscila Lemos e a neta Cecília.
Paulo Sérgio Lemos com a esposa Katia Lemos, o filho Antoni, a filha Priscila Lemos e a neta Cecília (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press )

“Hoje é um dia sagrado pra passar junto com eles, né?”, comenta. A queixa, no entanto, é pelas crianças: “o parque de diversão já podia ter voltado junto, os meninos vem com a expectativa de já brincar”, ele pontua. Mas nada que desanime o dia, já que mais tarde tem almoço em família e a alegria continua.

Parque Municipal reaberto

O Parque Municipal Américo Renné Giannetti reabriu na semana passada. Com ingressos limitados neste primeiro momento, as visitas exigem agendamento prévio e podem ser feitas de terça a domingo, das 8h às 18h.
crianças brincando no parque
Crianças aproveitam o primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

São 1,5 mil ingressos por turno, manhã e tarde, garantindo o acesso de 3 mil pessoas por dia à atração, que fica no Centro de Belo Horizonte, informou a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB).

Apesar de o parque ficar aberto até às 18h, a entrada será permitida até às 17h. Para frequentar o Parque Municipal, o primeiro passo é a retirada de ingresso gratuito, disponibilizado às segundas-feiras, a partir de 8h, por meio do site da PBH (www.pbh.org.br).

Na página, o visitante deve escolher a data do passeio. A prefeitura disponibilizará ainda lotes extras, que os interessados poderão retirar na porta do parque. A cota será composta de tíquetes de pessoas que fizeram o agendamento, mas não compareceram.

Regras de acesso

Outra exigência é o comprovante de vacinação contra febre amarela, como ocorre em outras áreas verdes de Belo Horizonte. Menores de 9 meses, que não podem ser imunizados contra a doença, não poderão acessar o espaço.
 
Aqueles que por algum motivo estejam sem o comprovante poderão preencher uma declaração, oferecida no parque, de que já tomou a vacina há mais de 10 dias. Esse formulário também poderá ser preenchido on-line, no processo de agendamento.
 
O agendamento prévio continua a ser exigido devido à pandemia de COVID-19, visto que o local fica em uma área central e com grande fluxo de pessoas.
crianças brincando no parque municipal
Crianças aproveitam o primeiro domingo após a reabertura do Parque Municipal (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

As demais orientações de medidas de segurança, bem como o uso obrigatório de máscara durante toda a permanência no local, distanciamento físico, higienização constante das mãos, também devem ser seguidas.

Monitoramento da raiva

O funcionamento do parque estava suspenso havia nove meses e foi determinado depois de o Departamento de Zoonoses da Prefeitura de Belo Horizonte identificar 21 morcegos e um gambá contaminados pelo vírus da raiva, letal para humanos.

Diante do risco, todos os gatos que frequentam o local receberam a vacina antirrábica e foi realizado um monitoramento dos animais. Até o momento, o município diz não ter detectado nenhum outro animal com a doença.
 
Em caso de identificação de um morcego com comportamento anormal, a população não deve tocar ou tentar remover o animal. A recomendação é acionar imediatamente os serviços de zoonoses da capital, para que uma equipe seja enviada ao local para fazer o recolhimento de forma adequada.
 
Os telefones são 3277-7411/3277-7413/ 3277-7414 ou ainda pelo 156. No agendamento, o visitante receberá recomendações educativas importantes sobre a raiva, para as quais deverá dar ciência antes de concluir o processo.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade