Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Vacinação em BH: gestantes e puérperas sem comorbidades recebem 2ª dose

Cronograma de vacinação contra a COVID-19 segue conforme previsto nesta sexta-feira (10/9); PBH informou que aguarda nova remessa para ampliar campanha


10/09/2021 12:29 - atualizado 10/09/2021 12:53

Ana Luisa Alves Muniz, de 15 anos, foi vacinada com a primeira dose da Pfizer nesta sexta-feira (10/9)(foto: Leando Couri/EM/D.A Press)
Ana Luisa Alves Muniz, de 15 anos, foi vacinada com a primeira dose da Pfizer nesta sexta-feira (10/9) (foto: Leando Couri/EM/D.A Press)
Ainda sem novo calendário, Belo Horizonte segue cronograma previsto de vacinação contra a COVID-19 nesta sexta-feira (10/9). Postos fixos e de drive-thru recebem as gestantes e puérperas sem comorbidades, para a segunda dose, e dá continuidade a aplicação de reforço em idosos de 86 a 88 anos.

Para completar o esquema vacinal, as grávidas precisam ter a data de retorno marcada para até 17 de setembro. Tanto para a segunda quanto para a terceira dose, a prefeitura do município pede que os moradores levem o cartão de vacina, documento de identidade e CPF. 

O horário de funcionamento dos locais de vacinação em dias úteis é das 8h às 17h para pontos fixos e extras e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru. Os endereços podem ser conferidos no portal da PBH.

Segundo o Executivo municipal, os idosos que receberam as aplicações da vacina AstraZeneca precisarão aguardar o intervalo de seis meses para tomar a dose de reforço. Por esta mesma razão, as pessoas com 89 anos ou mais não foram convocadas. 

A terceira aplicação para as pessoas acamadas desta faixa etária também será iniciada. É necessário que os usuários aguardem o contato das equipes da Secretaria Municipal de Saúde para o agendamento do horário.  

Ainda de acordo com a PBH, conforme orientação do Ministério da Saúde, a dose de reforço será aplicada em idosos de 70 anos e mais. A ampliação para outras faixas etárias será feita respeitando o intervalo entre as aplicações e de forma gradativa, condicionada ao recebimento de novas remessas de vacinas. 

Até o momento, segundo o painel vacinômetro da prefeitura, 1.920.715 do público alvo da vacinação em BH foram imunizados com a primeira e 1.025.207 com a segunda dose. Além disso, 59 mil aplicações foram feitas com a dose única da vacina produzida pela farmacêutica Janssen.

Segunda chance para outros públicos

Ana Luisa Alves Muniz, de 15 anos, compareceu nesta manhã no posto drive-thru da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Região Pampulha, para receber sua primeira dose do imunizante. A campanha para os adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, deficiência permanente, gestantes, puérperas e lactantes teve início em BH na segunda-feira (6/9). 

"Estou esperando por isso há muito tempo. Acredito que seja um sinal que as coisas realmente estão melhorando. Espero que possamos conviver todos juntos novamente, com menos medo. Faz muita falta o convívio. Ficar isolada das pessoas, só dentro de casa e sem poder ir à escola", disse Ana, que foi vacinada hoje com a Pfizer.

Com esperança, a jovem conta que espera por dias melhores com o avanço da imunização na capital. “Acho que com a vacina as coisas vão melhorar e voltar a ser como eram antigamente. No momento, a doença não tem como ir embora. Mas, futuramente, talvez ela passe e consigamos viver como era antes”, relatou.

Caio Henrique Coelho, de 26 anos, recebeu primeira dose da vacina no posto da UFMG(foto: Leando Couri/EM/D.A Press)
Caio Henrique Coelho, de 26 anos, recebeu primeira dose da vacina no posto da UFMG (foto: Leando Couri/EM/D.A Press)
O estudante Caio Henrique Coelho da Cruz, 26 anos, também não pôde comparecer às unidades de saúde no dia destinado para sua faixa etária, mas garantiu sua imunidade contra a COVID-19 hoje no centro acadêmico. Os postos de vacinação específicos para cada grupo devem ser conferidos no portal da PBH.

“É um momento de cuidado e atenção com a saúde. Ainda bem que estão fazendo essa campanha ativa para poder vacinar a população, afinal de contas, o vírus foi violento nessa pandemia”, disse Caio.

Falta de vacinas afeta campanha em BH

Prefeitura de Belo Horizonte informou na tarde desta quinta-feira (9/9) que aguarda a chegada de novas vacinas para divulgar o novo calendário de imunização contra a COVID-19.

A reportagem questionou novamente o Executivo municipal nesta sexta se há alguma previsão para ampliação da campanha e aguarda resposta.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade