Publicidade

Estado de Minas EDUCAÇÃO

Veja os detalhes da volta das aulas presenciais em Minas nesta segunda

Enquanto sindicato convoca greve sanitária dos professores, estado autoriza retomada de mais de 1 mil instituições. São seis modalidades diferentes de retorno


11/07/2021 16:05 - atualizado 11/07/2021 16:35

Retomada presencial das escolas avança nesta segunda (12/7) em Minas Gerais(foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
Retomada presencial das escolas avança nesta segunda (12/7) em Minas Gerais (foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
Minas Gerais avança mais uma vez para a retomada da educação presencial a partir desta segunda-feira (12/7). Por meio de seis modalidades diferentes de retomada, a lista da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) prevê 1.138 instituições de centenas de municípios com ao menos alguma atividade nesta segunda.

 

Ao mesmo tempo, o conselho-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) convocou greve sanitária da categoria até o dia 17 por não concordar com a volta neste momento da pandemia

 

Vale lembrar que cinco das 14 macrorregiões mineiras ainda estão classificadas na zona vermelha do Programa Minas Consciente. Essa é a segunda fase mais grave, atrás apenas da onda roxa.

A volta acontece graças a uma deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19. Portanto, a administração Romeu Zema (Novo) permite que todas as regiões do estado voltem com as aulas presenciais em algum nível.

 

Porém, a retomada é opcional, então as prefeituras podem, por meio de decretos municipais, barrar o retorno.

 

Apesar disso, o estado entende que a melhora dos indicadores epidemiológicos, o avanço da vacinação e o cumprimento do protocolo da SEE/MG garante a segurança da comunidade escolar.

Modalidades de retorno

As 1.138 escolas estão divididas em seis tipos diversos de retomada. Em um primeiro plano, 153 instituições de 26 cidades, que já haviam voltado com as aulas dos anos iniciais (1º ao 5º do Ensino Fundamental), recebem os estudantes do 9º Ano do Fundamental e do 3º Ano do Ensino Médio nesta segunda.

Outras 297 unidades de 56 prefeituras retomam os três níveis citados hoje pela primeira vez.

 

Ao mesmo tempo, 301 escolas de 45 municípios retomam apenas as aulas presenciais do 1º ao 5º anos.

Há, ainda, o caso das escolas que convocam professores para preparar a retomado dos alunos em algum nível. Dessas, 131 de 15 prefeituras já voltaram com os anos iniciais e, agora, recebem os docentes para a volta dos 9º (Fundamental) e 3º (Médio) anos.

Na mesma toada, profissionais da educação de 239 instituições de 64 municípios voltam ao trabalho in loco para, depois, se reencontrarem com alunos dos anos iniciais, do 9º Ano e do 3º Ano Médio.

 

Por último, batem ponto os professores de 17 unidades de 5 cidades, que depois vão lecionar apenas para os alunos dos anos iniciais.

Regras

A volta não é obrigatória. Portanto, todas as escolas estaduais são obrigadas a manter o ensino remoto para as famílias que preferirem aguardar para enviar seus estudantes.

 

Sempre que alunos, pais e/ou responsáveis precisem verificar se suas escolas estão com as atividades presenciais autorizadas, o Governo de Minas indica acessar o site da Secretaria de Estado de Educação.

 

Nele, há um banner superior rotativo sobre a retomada, no qual o interessado deve clicar e acessar a lista de municípios e unidades de ensino com o serviço presencial (consulte aqui a mais recente).

A relação é atualizada diariamente e dividida entre as seis modalidades explicadas acima.

 

“O contato com o gestor da escola também é fundamental para ficar por dentro de todas as informações sobre o ensino híbrido”, informa a Educação estadual.

O governo Zema informa que investiu R$ 75 milhões em manutenção e custeio para adequação das escolas.

 

As escolas deverão obter equipamentos de proteção e produtos de higiene, como dispenser com sabonete líquido, álcool em gel, copos descartáveis, máscaras, papel toalha, luvas e lixeiras com tampa e pedal.

 

Além disso, é recomendado às instituições a adoção de horários distintos de entrada e saída de diferentes turmas.

Ainda segundo os protocolos do estado, as escolas devem adotar ações que contemplem cinco estratégias primordiais. São eles:

  • o uso universal e correto de máscaras cobrindo a boca e nariz;
  • o distanciamento físico entre pessoas;
  • a lavagem das mãos e etiqueta respiratória;
  • a limpeza e manutenção frequente das instalações;
  • e o rastreamento de contato em combinação com isolamento e quarentena.

Greve sanitária

Os professores da rede estadual de Minas Gerais anunciaram, nessa quarta (7/7), a aprovação de greve sanitária de uma semana da categoria, desta segunda até esta sexta (17/7).

 

A decisão foi tomada pela manhã, durante reunião on-line do sindicato dos professores: 92% da categoria optou pelo não retorno das aulas presenciais no momento.

 

Cerca de 300 pessoas participaram da votação on-line. Os trabalhos à distância continuam, no entanto.

"A categoria continuará disponível para a prestação do trabalho remoto e espera que, nesse momento da pandemia, essa modalidade de ensino e aprendizagem não seja impedida pelo Governo de Minas. A greve se aplicará nos locais onde houver convocação para trabalho presencial", informou o Sind-UTE por meio de nota.

O objetivo, segundo a categoria, é proteger a vida dos educadores e dos estudantes e das comunidades escolares.

 

A categoria destaca que o governo modificou os parâmetros para o retorno presencial nos municípios, incluindo a onda vermelha.

 

"A vacinação no estado segue lenta, nível alto de ocupação dos leitos de UTI, e as escolas sem condições estruturais para garantir segurança sanitária”, destacou.

Com informações de Larissa Ricci

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade