Publicidade

Estado de Minas FOCO NA SAÚDE

Kalil admite que já fez parte da 'elite que não conhece a pobreza'

Prefeito de Belo Horizonte diz que ordenou cortar 30% dos gastos em secretarias durante pandemia para garantir cesta básica para pessoas carentes


23/06/2021 18:00 - atualizado 23/06/2021 18:28

Em entrevista exclusiva, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, detalhou cortes em outras áreas para focar na Saúde(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press )
Em entrevista exclusiva, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, detalhou cortes em outras áreas para focar na Saúde (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press )

A pobreza das comunidades em Belo Horizonte, evidenciada ao longo da pandemia do novo coronavírus, impulsionou o prefeito Alexandre Kalil (PSD) a reduzir os gastos na administração para direcionar parte da verba para pessoas carentes.

Em entrevista exclusiva ao Estado de Minas, o prefeito voltou a dizer que já pertenceu a uma “elite que não conhecia a pobreza”. Durante a sua primeira campanha, Kalil conheceu as favelas de Belo Horizonte e já havia dito que “a elite não é má, mas só não conhece a pobreza". A afirmação foi feita durante o programa Roda Viva, em novembro do ano passado.


“É distribuído para as crianças e para o pessoal cadastrado na prefeitura da extrema pobreza. A pandemia custa dinheiro para a prefeitura. Tivemos esse cuidado”, afirmou. “Houve um corte aqui, por ordem minha, de 30% em todas as secretarias. Porque isso não pode faltar.”

Durante a conversa com o EM, Kalil foi categórico ao afirmar que “com remédio e comida não se brinca”. Segundo o prefeito, a ordem foi aplicar os cortes em todas as secretarias – exceto a Saúde – para manter o programa de cestas básicas que, a princípio, só seria válido até 2020.

“Apaga a luz, corta, fecha, manda metade embora, faz o que quiser. Trinta por cento é a ordem que eu dei. Menos a Saúde, é óbvio. Isso para manter o programa que era pra ter acabado, porque não esperávamos 2021, não é? Isso foi feito e está sendo feito pela prefeitura de BH.”

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.

(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)
(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade