Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Variante brasileira da COVID-19 é encontrada em Leopoldina, na Zona da Mata

Cepa identificada pela primeira vez no Amazonas é mais contagiosa e preocupa as autoridades de saúde do município


18/06/2021 19:17 - atualizado 18/06/2021 19:24

Exames laboratoriais confirmaram o contágio de um paciente com a variante P1 em Leopoldina(foto: Prefeitura de Leopoldina/Divulgação)
Exames laboratoriais confirmaram o contágio de um paciente com a variante P1 em Leopoldina (foto: Prefeitura de Leopoldina/Divulgação)
A Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina, na Zona da Mata, confirmou que na noite de quarta-feira (16/6) a variante brasileira P1 do novo coronavírus foi identificada em um paciente do município.
 
Conforme a pasta, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que exames laboratoriais confirmaram o contágio.
“Esta variante foi identificada pela primeira vez no Amazonas e tem potencial para aumentar consideravelmente a demanda dos serviços de saúde”, destacou a administração municipal.
 
“Diante da situação, a Secretaria de Saúde de Leopoldina alerta para a importância de reforçar os protocolos de saúde, como manter o distanciamento social, evitar aglomerações, usar máscara, higienizar as mãos e respeitar a quarentena para pessoas procedentes de locais de risco”, finalizou a nota encaminhada à reportagem.
 
Leopoldina teve o primeiro caso registrado da variante P2, menos agressiva, no último sábado (12/6). Inicialmente identificada no Rio de Janeiro, ela está em circulação no Brasil desde outubro do ano passado.
 
Em nota ao Estado de Minas, a SES-MG “reforça que tem ampliado as ações de vigilância genômica do coronavírus e realiza amostragem de casos em diferentes municípios para investigação laboratorial”.
 
A secretaria também esclareceu que implementou um painel de monitoramento por meio do qual é possível consultar o tipo de variante e sua linhagem. Logo, qualquer cidadão, ao acessar a base de dados, pode fazer pesquisas aplicando filtros de busca por estados e municípios.
 
A pasta finaliza destacando que as medidas de distanciamento social são fundamentais para controlar a transmissão da COVID-19 e conter a disseminação das variantes.
 
As regiões Sudeste, Centro Sul e Leste do Sul, que compreendem os municípios da Zona da Mata e Campo das Vertentes, registravam 76 casos confirmados de variantes até 11 de junho.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade