Publicidade

Estado de Minas IMUNIZAÇÃO

Vacinação de profissionais de saúde tem fila grande neste sábado em BH

Primeiro profissional de saúde saiu imunizado do posto de vacinação somente 60 minutos depois: às 8h20


27/03/2021 08:42 - atualizado 27/03/2021 12:16

Filas estão grandes nos postos(foto: Juarez Rodrigues/EM/DA Press)
Filas estão grandes nos postos (foto: Juarez Rodrigues/EM/DA Press)

Trabalhadores da saúde de Belo Horizonte acima dos 60 anos que ainda não se vacinaram contra a COVID-19 saíram cedo de casa para receber a primeira dose em cinco locais diferentes neste sábado (27/3). Ocorreram filas, no interior das edificações havia isolamento, mas nem sempre ambiente ventilado.

No Centro de Especialidades Médicas da Santa Casa de Belo Horizonte, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste da capital, a fila dobrava o quarteirão às 7h30, horário programado para o início.

Apesar de a fila começar a andar no horário programado para triagem, a vacina demorou a ser aplicada. O primeiro profissional de saúde saiu imunizado do posto de vacinação somente 60 minutos depois: às 8h20.

A longa fila teve respeito a todas medidas de prevenção, fazendo jus à preocupação exigida pela profissão: máscara e distanciamento. Vez ou outra, ao andar da fila, quando os candidatos se aproximavam, algum profissional mais atento reforçava: "gente, vamos manter o espaço".

Para entrar no local de vacinação, medição de febre e conferência dos documentos: um de identificação com foto, o registro no conselho profissional e outro que comprove a vinculação ativa do trabalhador com a área da saúde em BH.

Vacinação em local confinado preocupa no Centro de Especialidades Médicas(foto: Divulgação)
Vacinação em local confinado preocupa no Centro de Especialidades Médicas (foto: Divulgação)
No interior do Centro de Especialidades Médicas, mesmo com distanciamento sendo praticado, o grande volume de pessoas em ambiente sem ventilação preocupava. As pessoas aguardavam sentadas em bancos de três ou mais lugares, ocupadas por apenas uma pessoa. Contudo, a falta de janelas e o confinamento não são adequados por se tratar de pandemia de vírus transmissível pelo ar.

O trabalhador não precisa necessariamente morar em BH mas, se trabalha na capital, a vacinação é liberada.

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que no início da manhã houve grande procura no local, inclusive antes do horário previsto para iniciar a vacinação. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde estiveram no posto prestando apoio. A vacinação acontece normalmente.

Para garantir ainda mais acesso à vacina, a Prefeitura ampliou o número de pontos de drive-thru e o horário da vacinação: nos Centros de Saúde e nos postos extras, das 7h30 às 16h30, e nos pontos de drive-thru, das 8h às 16h30.

A Prefeitura reforça que as vacinas para os públicos contemplados nesta etapa da campanha estão garantidas e reafirma o compromisso em manter todos os esforços necessários para atender a população com qualidade e segurança.

É indispensável que todos sigam as medidas de segurança, com uso de máscara, distanciamento e higienização das mãos para controlar a pandemia e reduzir a transmissão da doença.

Postos de vacinação


De acordo com a prefeitura, três das cinco opções são os drive-thrus de imunização. Eles estão localizados no Cop/BHTrans (Avenida Engenheiro Carlos Goulart, 900, Buritis), na Avenida Teresa Cristina 3.200 e no Minas Shopping (doca 3, Avenida Cristiano Machado, 4.000 - Bairro União).
 
Outras duas alternativas são o Centro de Especialidades Médicas da Santa Casa de Belo Horizonte, na Rua Domingos Vieira, 416 – Santa Efigênia e a Unidade de Referência Secundária (URS) Sagrada Família: Rua Joaquim Felício, 101 – bairro de mesmo nome.
 
No caso dos drive-thrus, a imunização vai das 8h às 16h30. Já nos outros dois locais, começa às 7h30 e vai até 16h30.
 
O Executivo municipal planeja vacinar cerca de 4,3 mil trabalhadores da saúde acima dos 60 anos.

Quem pode se vacinar?


Para receber a primeira dose da vacina, o trabalhador da saúde cadastrado deve cumprir os seguintes requisitos:
  •  ser trabalhador da saúde em atividade em estabelecimentos de saúde de Belo Horizonte;
  • ter preenchido o cadastro para a vacinação de trabalhadores da saúde, de forma válida, até 23h59 de 24 de março;
  • ter completado 60 anos ou mais até 31 de março;
  • não ter recebido vacina contra a Covid-19;
  • não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 30 dias;
  • não ter tido Covid com início de sintomas nos últimos 30 dias.

Quando abre o novo cadastro?

A imunização deste sábado é só para aqueles que fizeram o cadastro no site da PBH até essa quarta (24/3).

De acordo com a prefeitura, o cadastro dos trabalhadores de saúde será reaberto nesta segunda (29/3).

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade