Publicidade

Estado de Minas SITUAÇÃO CRÍTICA

COVID: médico faz apelo à população de Formiga para não se aglomerar

Ocupação de leitos de UTI atingiu 100%; secretário de Saúde diz que sistema opera em situação de estresse; quem não usar máscara será multado


01/03/2021 21:30 - atualizado 01/03/2021 22:32

O médico alertou sobre o risco de faltar leitos de UTI.(foto: Reprodução vídeo WhatsApp)
O médico alertou sobre o risco de faltar leitos de UTI. (foto: Reprodução vídeo WhatsApp)
Formiga, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, atingiu 100% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta segunda-feira (01/03). Um dia antes, o médico epidemiologista da Santa Casa da cidade, Luciano Cabral, fez um apelo para a população não se aglomerar. Na data da gravação, ainda havia uma vaga disponível.

 

O médico sinalizou o risco de pessoas morrerem à espera de vaga para internação. Formiga tem 10 leitos de UTI disponíveis para atender a microrregião. Este mês, pacientes de Coromandel também foram transferidos para o município. “Se a população não se conscientizar, vamos passar por uma situação muito crítica, de perder pacientes sem vagas no UTI, sem respirador. É uma situação muito crítica, estamos vendo em outros estados e não queremos ver em nossa cidade”, alertou.

 

Cabral pediu a “contribuição” da população. “Peço à população que se conscientize, use máscara, lave a mão, use álcool em gel. Não participe de aglomerações, não participe de festas, porque o número de pacientes aumentou muito”, afirmou.

 

A Secretaria Municipal de Saúde vai abrir 15 novos leitos clínicos para o tratamento exclusivo de pacientes com COVID-19. Eles serão disponibilizados, a partir de quarta-feira (03), no antigo setor epidemiológico da prefeitura, localizado na Rua Dr. Teixeira Soares – 150 – Centro, próximo a Santa Casa. Não há previsão de abertura de leitos de UTI.

 
“Situação de estresse”

 

A situação classificada pelo epidemiologista como “crítica” é reconhecida pelo secretário de saúde. “O sistema está totalmente estressado”, enfatizou, definindo o cenário como “extremamente preocupante”. Pimentel cobrou uma ação coletiva do governo do estado e criticou a flexibilização do programa Minas Consciente.

 

“O cenário é muito semelhante em todo o estado de Minas Gerais. O governador deveria usar a autonomia que tem para adotar medidas mais restritivas, ao invés disso fez do Minas Consciente um programa de vale tudo (...). Cabe aos gestores municipais tomar medidas isoladas que são menos efetivas”, criticou.

 

De 21 a 27 de fevereiro, foram registrados 318 novos casos de COVID-19 e cinco mortes em decorrência da doença. Fevereiro foi o segundo pior mês em número de novos infectados, totalizando 750, ficando atrás apenas de dezembro de 2020 que registrou 857. “Extremamente preocupante”, analisou o secretário. Pimentel disse ser difícil apontar um fator responsável.

 

“O reflexo do carnaval vamos ver a partir dos próximos dias. Não tem a que atribuir. Primeiro seria ao comportamento da população em geral. Mas não dá para saber o que está acontecendo, se tem uma cepa nova circulando, a gente supõe isso, mas não podemos confirmar”, declarou.

 

Para tentar identificar se essa nova cepa seria responsável pelo aumento de casos, o município tentou parceria com dois laboratórios para avaliar a sequência genética. “Não deu certo. Um dos pesquisadores de Formiga está tentando com um laboratório da Coréia do Sul”, explicou.

 
Restrições mais severas

 

Para tentar frear o avanço de novos casos, um novo decreto foi publicado. A venda e consumo de bebidas alcóolicas estão proibidos por todos os estabelecimentos que trabalham com o produto. A medida vale por sete dias a contar desta terça-feira (02/03). Os moradores também serão obrigados a usar máscaras para andar nas ruas. Caso descumpram serão multados em R$67,31. Em caso de reincidência a multa será dobrada.

 

Os segmentos comerciais incluindo industriais poderão funcionar de 05h às 19h, com exceção de estabelecimentos farmacêuticos. Após as 19h, bares, lanchonetes, restaurantes, comércio ambulante poderão funcionar exclusivamente no formato de delivery, vedada a comercialização de bebidas alcoólicas.  Entretenimento de qualquer natureza, incluído playgrounds e play brinks estão proibidos.

 

Celebrações religiosas poderão ser realizadas até ás 19h com 25% da capacidade. Clubes recreativos, sociais e esportivos deverão suspender atividades, incluindo-se o uso de piscinas, lagoas, playgrounds, quiosques, jogos. Também está proibida a realização de atividades esportivas seja no formato coletivo ou em dupla e o uso de academias.  Academias esportivas no geral não poderão abrir.

 

Cinema, shows, festas, festivais, boates, casas de shows e similares também não poderão funcionar.

 

*Amanda Quintiliano especial para o EM 

 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 

 


O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp


Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
  

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade