Publicidade

Estado de Minas

COVID-19: prefeitura suspende licenciamento de shows e outros eventos em BH

Eventos gastronômicos, espetáculos e shows não serão autorizados pela PBH. Festas de réveillon também não são permitidas


04/12/2020 08:23 - atualizado 04/12/2020 08:49

O show do músico Zeca Baleiro foi o primeiro após a liberação das apresentações na capital, em 31 de outubro. A apresentação foi realizada no Cine-Theatro Brasil Vallourec, no Centro, com público menor para evitar a contaminação pelo coronavírus. Apresentações em teatros com alvará e espectadores sentados continuam permitidas(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 31/10/2020)
O show do músico Zeca Baleiro foi o primeiro após a liberação das apresentações na capital, em 31 de outubro. A apresentação foi realizada no Cine-Theatro Brasil Vallourec, no Centro, com público menor para evitar a contaminação pelo coronavírus. Apresentações em teatros com alvará e espectadores sentados continuam permitidas (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 31/10/2020)


Após publicar o decreto que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, feiras e outros estabelecimentos de Belo Horizonte em função do aumento da transmissão do coronavírus, a prefeitura anunciou a suspensão do licenciamento de eventos na capital. Festas de réveillon também não são autorizadas.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira por meio do informativo diário da Prefeitura de Belo Horizonte, o BH Notícias. “Fica suspenso o licenciamento de eventos gastronômicos, shows e espetáculos, inclusive a apreciação de pedidos de licenciamentos correspondentes ainda não respondidos pela Prefeitura. Tal possibilidade já havia sido sinalizada no decreto que autorizou a retomada de parte dos eventos a partir de 31 de outubro. Apresentações em teatros que possuem alvará vigentes e com público sentado ficam mantidas, observados os protocolos”, explica a prefeitura. 

No informativo, o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado, diz que houve um debate no Comitê de Enfrentamento a COVID-19 da capital para ampliar o rigor no distanciamento social. Em entrevista coletiva no último dia 25, a prefeitura demonstrou preocupação com o relaxamento da população em relação a essas medidas e o prefeito Alexandre Kalil (PSD) não descartou a possibilidade de recuar na flexibilização da capital. Machado, na ocasião, falou sobre a pressão nos serviços de saúde, em especial nos hospitais particulares.

“O intuito ainda é preservar ao máximo possível o funcionamento das atividades, mas espera-se que com tais medidas torne-se menos atrativo para a população buscar tais locais para aglomeração e contato intensivo sem o uso de máscara e respeito aos protocolos”, pontuou o secretário a respeito das medidas anunciadas hoje, conforme o BH Notícias. 


Sem álcool



O Decreto 17.484, publicado pela Prefeitura de Belo Horizonte no Diário Oficial do Município (DOM) desta sexta-feira traz um recuo nas medidas de flexibilização durante a pandemia do coronavírus. A partir da próxima segunda-feira, 7 de dezembro, véspera de feriado na capital, o consumo de bebidas alcoólicas volta a ser proibido em bares, restaurantes e outros estabelecimentos de alimentação da capital. Por outro lado, eventos natalinos serão permitidos, mas também com regras. 

A prefeitura passou a autorizar a realização de eventos de iluminação e decoração, além de caravanas comemorativas, mas sem divulgação prévia e sem potencial de atração de público, para evitar aglomerações. Além disso, é preciso solicitar um licenciamento específico para as atividades. 

Porém, a prefeitura destaca que não há permissão para festas de réveillon e também recomenda que os belo-horizontinos não participem de confraternizações de final de ano. 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade