Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Zona da Mata entra na onda verde do Minas Consciente

A nova fase tem início no próximo sábado (17); deliberação ocorreu após reunião do Comitê Extraordinário COVID-19


15/10/2020 18:28 - atualizado 15/10/2020 21:49

463 municípios com menos de 100 mil habitantes estão aptos a avançar para a onda verde(foto: Marcos Alfredo)
463 municípios com menos de 100 mil habitantes estão aptos a avançar para a onda verde (foto: Marcos Alfredo)
A partir de sábado (17), a região da Zona da Mata - que pertence à macrorregião Sudeste - avança para a onda verde do programa Minas Consciente do Governo de Minas. A deliberação ocorreu após reunião do Comitê Extraordinário COVID-19.
Esta é a primeira vez que metade das macrorregiões de Saúde de Minas Gerais - o que representa 8 das 14 macros - está inserida na onda verde, a mais avançada do plano Minas Consciente. 

Além da onda verde, o Minas Consciente é composto pela onda vermelha - que libera o funcionamento de serviços essenciais - e pela onda amarela - que autoriza o funcionamento de serviços não essenciais como bares e lojas.

Até o momento, 94 municípios da Macrorregião Sudeste aderiram ao Minas Consciente. 

Cidade polo da Zona da Mata, Juiz de Fora vai avançar para a onda verde. A decisão foi deliberada pelo Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à COVID-19 que se reuniu na noite desta quinta (15). Porém, o decreto - com defnição dos protocolos ou possíveis restrições - deve ser publicado somente na próxima quarta-feira (21).
 
Além da prefeitura, o comitê é formado por representantes de associações, hospitais, defensoria pública, comércio, setores da segurança, universidade, bares, restaurantes e sindicatos. 

Na semana passada, O Governo de Minas havia autorizado o avanço de Juiz de Fora para a onda verde, porém, o comitê vetou. A justificativa foi o número crescente de óbitos nas últimas semanas.
 

Prefeitos de microrregiões podem definir em qual onda permanecer, caso haja diferenças de ondas para macro e microrregiões. Já a microrregião de Ubá permanece na onda amarela. 


Após 28 dias na onda amarela com índices estáveis, o Estado também autorizou as macrorregiões Triângulo do Norte, Noroeste e Centro a avançarem para a onda verde. De acordo com o Governo, esse é o estágio mais avançado do plano, pois permite o retorno de atividades escolares, abertura de parques e feiras.

Já as demais macrorregiões do estado vão permanecer na onda amarela. Nesta fase, é permitida a abertura de academias, clubes e bares, por exemplo.

Em Minas Gerais, um total de 656 cidades havia aderido ao plano Minas Consciente, o que representa 80% do estado. Além disso, 463 municípios com menos de 100 mil habitantes estão aptos a avançar para a onda verde.

O que está liberado na onda verde?

A onda verde é a última etapa do programa Minas Consciente, ela permite a abertura de serviços não essenciais com alto risco de contágio. Para avançar para a onda verde, as cidades precisam passar 28 dias consecutivos na onda amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

Veja as atividades liberadas na onda verde:

  • Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo

  • Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos

  • Parques, zoológicos e jardins

  • Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê

  • Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca

  • Bares com entretenimento (shows e espetáculos)

  • Serviços de colocação de piercings e tatuagens

Lista dos 94 municípios que pertencem a Macrorregião Sudeste 

  1. Além Paraíba 
  2. Andrelândia 
  3. Antônio Prado de Minas 
  4. Aracitaba 
  5. Arantina
  6. Argirita 
  7. Astolfo Dutra 
  8. Barão de Monte Alto 
  9. Belmiro Braga 
  10. Bias Fortes 
  11. Bicas 
  12. Bocaina de Minas 
  13. Bom Jardim de Minas 
  14. Brás Pires 
  15. Caiana 
  16. Caparaó 
  17. Carangola 
  18. Cataguases 
  19. Chácara 
  20. Chiador 
  21. Coimbra 
  22. Coronel Pacheco 
  23. Descoberto 
  24. Divinésia 
  25. Divino 
  26. Dona Eusébia 
  27. Dores do Turvo 
  28. Ervália 
  29. Espera Feliz 
  30. Estrela Dalva 
  31. Eugenópolis 
  32. Ewbank da Câmara 
  33. Faria Lemos 
  34. Fervedouro 
  35. Goianá 
  36. Guarani 
  37. Guarará 
  38. Guidoval 
  39. Guiricema 
  40. Itamarati de Minas 
  41. Juiz de Fora 
  42. Laranjal 
  43. Leopoldina 
  44. Liberdade 
  45. Lima Duarte 
  46. Mar de Espanha 
  47. Maripá de Minas 
  48. Matias Barbosa 
  49. Mercês 
  50. Miradouro
  51. Miraí 
  52. Muriaé 
  53. Olaria 
  54. Oliveira Fortes 
  55. Orizânia 
  56. Palma 
  57. Passa-Vinte 
  58. Patrocínio do Muriaé 
  59. Pedra Bonita 
  60. Pedra Dourada 
  61. Pedro Teixeira 
  62. Pequeri 
  63. Piau 
  64. Pirapetinga 
  65. Piraúba 
  66. Presidente Bernardes 
  67. Recreio 
  68. Rio Novo 
  69. Rio Pomba 
  70. Rio Preto 
  71. Rochedo de Minas 
  72. Rodeiro 
  73. Rosário da Limeira 
  74. Santa Bárbara do Monte Verde 
  75. Santa Rita de Jacutinga 
  76. Santana de Cataguases 
  77. Santana do Deserto 
  78. Santo Antônio do Aventureiro 
  79. Santos Dumont 
  80. São Francisco do Glória 
  81. São Geraldo 
  82. São João Nepomuceno 
  83. São Sebastião da Vargem Alegre 
  84. Senador Cortes 
  85. Senador Firmino 
  86. Silveirânia 
  87. Simão Pereira 
  88. Tabuleiro 
  89. Tocantins 
  90. Tombos 
  91. Ubá 
  92. Vieiras 
  93. Visconde do Rio Branco 
  94. Volta Grande

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade