Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Saiba por que medidas de combate à COVID-19 são vistas como ameaça à liberdade

Pesquisa internacional revela que um terço das pessoas descumprem determinações, como a exigência do uso de máscaras, porque sentem que a liberdade está em risco


postado em 01/07/2020 18:03 / atualizado em 01/07/2020 18:47

Projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores de Belo Horizonte prevê multa para quem estiver sem máscara nos espaços públicos da capital(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores de Belo Horizonte prevê multa para quem estiver sem máscara nos espaços públicos da capital (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Cerca de um terço das pessoas tendem a agir desafiadoramente quando sentem que sua liberdade está ameaçada, segundo pesquisa de uma universidade americana. Essa situação se enquadra nas medidas de proteção determinadas por autoridades para evitar a disseminação do novo coronavírus. E um exemplo disso é o uso obrigatório de máscaras nos espaços públicos de Belo Horizonte.

O estudo foi feito pelo professor de marketing e psicologia da Fuqua School of Business da Duke University Gavan Fitzsimons. A pesquisa revela que esse tipo de reação pode ser contida, caso a maneira como as autoridades comunicam recomendações fossem diferentes. De acordo com o professor, esse comportamento é desencadeado quando nosso acesso a algo é restrito.

"Algumas pessoas tendem a lutar contra recomendações ou restrições em níveis mais altos do que outras. Isso é visto mais naturalmente entre os adolescentes, pois reagem dramaticamente às ameaças à sua liberdade. Assim como os homens tendem a mostrar isso um pouco mais claramente do que as mulheres, e os jovens mais que os idosos", explica.

De acordo com os resultados da pesquisa, abordar essas pessoas na rua, por exemplo, pode gerar um efeito contrário. “Essa pessoa não está mais usando máscara porque decidiu que a liberdade é realmente importante para ela. Se você ameaçar ainda mais, aumentará a reação do indivíduo. Reafirmo que o potencial de resultados negativos é substancial", disse.

O especialista revela que a melhor maneira de fazer com que esses indivíduos deem ouvidos é pela comunicação com pessoas de suas redes e comunidades próximas. 

Uso obrigatório de máscaras no estado


Desde o dia 17 de abril, o governador Romeu Zema (Novo), sancionou um projeto de lei que obriga o uso de máscaras em Minas Gerais. A medida é válida para os profissionais que prestam atendimento em órgãos e entidades públicas, nos sistemas penitenciário e socioeducativo, nos estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, rodoviários e metroviários. E ainda nas instituições de acolhimento de idosos, nas lotéricas e nos serviços de transporte público e privado de passageiros de competência estadual.

O governador anunciou ainda em suas redes sociais que a Polícia Militar fará a fiscalização do uso obrigatório das máscaras.



Projeto prevê multa para quem não usar máscaras em BH

Um projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores de Belo Horizonte prevê multa no valor de R$ 100 para quem descumprir a norma e andar por espaços públicos sem máscara de proteção. 

O texto também estabelece que comerciantes devem impedir entrada de clientes sem máscara. Caso a medida seja desrespeitada, o estabelecimento pode perder o Alvará de Localização e Funcionamento.

Agora o documento segue para sanção do prefeito Alexandre Kalil (PSD).

*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade