Publicidade

Estado de Minas ISOLAMENTO

Kalil critica 'furões' do isolamento: 'Nunca vi fazer churrasco em guerra'

Nesta sexta-feira, prefeito de Belo Horizonte anunciou medidas mais rígidas de isolamento social


postado em 26/06/2020 15:38 / atualizado em 26/06/2020 17:52

Kalil criticou as pessoas que não têm cumprido as normas de isolamento(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Kalil criticou as pessoas que não têm cumprido as normas de isolamento (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Ao anunciar o recuo no processo de reabertura do comércio de Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) criticou veementemente os ‘furões’ do isolamento. O chefe do Executivo municipal comparou a luta contra o coronavírus a uma guerra e ironizou quem “faz churrasco” e causa aglomerações durante este período de pandemia.

“Em 18 de março, avisei que estávamos em guerra. Faltou a muita gente a compreensão de que nós estamos em guerra. Eu nunca vi fazer churrasco em prédio em guerra, eu nunca vi correr em guerra”, criticou Kalil, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (26), na Prefeitura de BH.

O prefeito anunciou que, a partir da próxima segunda (29), apenas os serviços considerados essenciais (clique aqui e veja quais são) poderão funcionar na capital mineira. Na prática, a cidade volta à ‘estaca zero’, já que todos os estabelecimentos liberados a funcionar ao longo do processo de reabertura deverão fechar novamente.

“Temos responsabilidade total sobre o que está acontecendo. A culpa é toda do prefeito, que está matando a economia e o comércio. Mas só temos uma coisa que vamos tentar preservar até o último dia em que eu for prefeito desta cidade: é a vida. É a coerência, é a responsabilidade com a vida humana”, defendeu Kalil.

Iniciada em 25 de maio, a reabertura do comércio causou uma explosão de casos e mortes em decorrência do coronavírus, além de aumentar sobremedida a demanda por internações na rede pública de saúde. Segundo boletim epidemiológico divulgado nesta sexta pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), BH registra 4.977 casos de COVID-19, dos quais 109 resultaram em mortes.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir



VIDEO1]

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade