Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Unidades de acolhimento em BH ganham fita de distanciamento social

Medida da prefeitura pretende conter a propagação do novo coronavírus


postado em 26/03/2020 20:49 / atualizado em 26/03/2020 23:21

Fitas de distanciamento social instaladas no albergue Tia Branca, na Rua Conselheiro Rocha, no Bairro Floresta(foto: PBH/Divulgação)
Fitas de distanciamento social instaladas no albergue Tia Branca, na Rua Conselheiro Rocha, no Bairro Floresta (foto: PBH/Divulgação)
De modo a conter a propagação do novo coronavírus, fitas de distanciamento social de 1,5 metro, estão sendo instaladas em abrigos, restaurantes populares e centros de referência de Belo Horizonte. A medida está sendo executada pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e os trabalhos começaram nesta semana.
 
De acordo com o Ministério de Saúde, a recomendação é de que as pessoas mantenham, entre elas, uma distância de no mínimo 1,5 metro em meio ao surto de coronavírus. A Prefeitura de BH ressalta a importância do isolamento social como método eficaz contra a proliferação do vírus, pois a transmissão se dá por meio de tosse, saliva, catarro ou espirro de contaminados.
 
As equipes da Sudecap já iniciaram os trabalhos e algumas unidades já contam com a novidade. Entre elas, o abrigo São Paulo, localizado no Bairro Primeiro de Maio, na Região Norte da capital, o albergue Tia Branca, na Rua Conselheiro Rocha, no Bairro Floresta, Região Leste, e o Centro de Referência da Juventude, na Rua Guaicurus, no centro da capital.
 
 
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

  


Publicidade