Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Como economizar dinheiro nas compras para a ceia de Natal?

O comércio aproveita a alta demanda para elevar ainda mais os preços e é preciso ter cuidado para não deixar o 13º todo no supermercado


22/12/2021 06:00 - atualizado 20/12/2021 17:32

Ceia de Natal
Ceia de Natal (foto: Pexels/Reprodução )


Não sei pra você, mas um dos maiores legados que 2021 vai deixar pra mim é o aprendizado de como driblar a alta dos preços no supermercado com criatividade. Cada ida às compras era um susto com o valor dos produtos - imagino que tenha sido assim pra você também. Ter criatividade foi, portanto, a única saída para preservar a saúde do bolso.
E, agora, às vésperas do Natal, estamos prestes a enfrentar mais um desafio nesse contexto: as compras para a ceia. O comércio, claro, aproveita a alta demanda para elevar ainda mais os preços e, se não mantivermos os pés no chão e nos planejarmos para esse momento, corremos o risco de deixar o 13º todo no supermercado. Você já viu o preço do peru de Natal?

Mas, não precisa se desesperar. Economizar nas compras para a ceia de Natal é possível e, no artigo de hoje, vou compartilhar algumas dicas para te ajudar nessa missão. Vamos conferir?
Defina o número de convidados e o cardápio
Ir ao supermercado sem ter clareza sobre os produtos e a quantidades deles que você vai comprar é a maior fria. Por isso, o primeiro passo é definir quantas pessoas vão participar da ceia e qual vai ser o cardápio do evento.

Lembre-se de considerar as preferências e as restrições alimentares de cada um na hora de definir o menu. Tem algum convidado vegetariano ou vegano? Alguém tem intolerância a leite ou glúten? O que cada um pretende beber? Essas são apenas alguns exemplos das perguntas que vão te ajudar a tomar decisões mais assertivas em relação à ceia.

Cardápio pronto, é hora de planejar a lista de compras!

Faça uma lista de compras

Você já deve ter ouvido falar por aí que definir o que você vai comprar antes de ir ao supermercado é essencial para a saúde do seu bolso. E eu preciso reforçar que essa é uma grande verdade.

Com o cardápio em mãos, confira o que você já tem na sua despensa e liste o que ainda precisa ser adquirido - com a informação clara de quanto de cada coisa você deve comprar. Lembre-se que a tecnologia pode ser uma grande aliada nesse sentido. Há diversas opções de aplicativos para fazer lista de compras que podem tornar esse processo mais fácil e até mais prazeroso.

Fique de olho nos produtos da safra

Consumir frutas, verduras e legumes da época, além de mais saboroso, ajuda bastante a economizar nas compras. Por isso, vale a pena dar uma olhada nos vegetais da estação e avaliar se é possível fazer alguma substituição no cardápio. Confira abaixo a lista:

- Frutas: abacaxi, ameixa, banana-prata, cereja, coco verde, damasco, figo, framboesa, graviola, kiwi, laranja-pera, limão, lichia, maçã, manga, maracujá, melancia, melão, nectarina, pêssego, romã e uva

- Verduras: almeirão, cebolinha, endívias, erva-doce, folha de uva, hortelã, orégano, rúcula, salsa e salsão

- Legumes: abobrinha, beterraba, cenoura, cogumelo, pimentão, tomate e vagem macarrão

Bom saber que damasco e uva, alimentos bastante comuns na ceia de Natal, estão na lista, não é mesmo?
Pesquise o preço antes de comprar
Essa história de pesquisar preços é mais uma regra de ouro adotada por todo mundo que quer economizar. Em datas festivas como o Natal, a dica é ainda mais válida, uma vez que costuma ter uma grande elevação nos preços e pode haver uma grande diferença de um estabelecimento para outro.

Outra recomendação nesse sentido é não concentrar todas as suas compras em um único estabelecimento. Nessa pesquisa de preços, é bem possível que você encontre vários lugares que vendem alguns dos itens da sua lista a preço mais baixo. Busque pelos melhores valores e não compre tudo no mesmo lugar.

Tenha cuidado com o cartão de crédito


Eu tenho falado bastante por aqui sobre a dúvida que muita gente carrega: o cartão de crédito é vilão ou mocinho da nossa vida financeira? A minha resposta pra isso, geralmente, é "depende". Mas, no caso da ceia de Natal, é válido redobrar os cuidados para não correr o risco de começar o novo ano com contas mais altas do que seu salário é capaz de pagar.

Não podemos nos esquecer que o cartão de crédito não representa uma renda extra. Ele é, na verdade, um tipo de empréstimo que o banco te oferece e pelo qual você precisa pagar no mês seguinte. Ou seja, é preciso se planejar para garantir que você terá condições de arcar com os compromissos financeiros assumidos graças à ceia de Natal.
Avalie a possibilidade de uma ceia colaborativa
Já ouviu falar sobre as festas americanas, em que cada convidado leva uma bebida ou uma comida? Essa pode ser uma excelente alternativa para a ceia de Natal, caso a sua intenção seja facilitar o processo de compras e não deixar a missão pesar para ninguém.

Para isso funcionar, é claro, é fundamental ter o cardápio e a lista de compras fechados e uma ideia de quanto custa cada produto. A partir daí, você terá condições de definir quem vai levar o que e distribuir de forma mais assertiva as responsabilidades de cada um.

E aí, gostou das dicas? Já sabe o que você precisa fazer para economizar na ceia? Compartilhe esse artigo com quem vai compartilhar esse momento com você e aproveite para deixar todos cientes dessa missão de economizar na ceia.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade