Publicidade

Estado de Minas VIAGEM

Turismo mais seguro em Monte Verde

Entenda como o investimento em segurança no turismo pode transformar a sua experiência de viagem


21/09/2021 06:00

(foto: CJP/DCO/Subtenente José Maria )

Lugar bom para visitar tem que ser primeiro bom para morar. Essa afirmação carrega tanto planejamento e tantas nuances, que a maioria das pessoas nem imagina. Quando se fala em organizar um destino para visitação turística, essa estrutura precisa prever além das questões óbvias como  meios de hospedagem , alimentação e lugares bacanas para se visitar, todo um contexto que faça esse óbvio acontecer. E então são necessários investimentos em acessos viários, transporte, segurança e até saúde. Afinal, se quando estamos viajando nos "mudamos de casa" temporariamente, precisamos encontrar a mesma estrutura, ou se possível até melhor, do que no nosso destino de origem. 


E um dos pontos determinantes para a escolha de um destino turístico é a segurança. A sensação de transitar tranquilamente por um lugar que não conhecemos aumenta consideravelmente o score de qualquer destino. Por isso, o estado de Minas Gerais está investindo em um programa de turismo mais seguro, começando pelo famoso destino romântico de Monte Verde , localizado entre as montanhas da Serra da Mantiqueira, no sul de Minas.

Monte Verde já é um destino bem conhecido, não apenas dos mineiros, mas também dos brasileiros. Além de curtir o friozinho no período do inverno, o distrito de Camanducaia, que fica a 480 km da capital e mineira e a 160 km de São Paulo, carrega charme e inspiração europeia. Com este cenário, uma parceria inédita da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e a Polícia Militar de Minas Gerais, inauguraram a Rede Integrada de Proteção ao Turismo. 

Depois de mais de um ano sofrendo por causa da pandemia da COVID-19, o setor do turismo dá passos largos para a retomada, e Minas Gerais figura entre os protagonistas desta retomada. Neste sentido, é importante fazer além do que já estava sendo feito antes da pandemia. O período de caos, permitiu ao setor refletir sobre os caminhos que precisavam ser percorridos e o investimento em áreas que sempre estiveram nos discursos, mas que pouco apareciam na prática. 

É o caso a da união da segurança pública mineira com a pasta especializada no turismo. Essa aproximação era urgente e necessária. Através dela, se bem trabalhada, será possível unir a temática da segurança brasileira (tão comentada no exterior) à uma das atividades econômicas mais promissoras do nosso país. O turismo além de gerar lazer e qualidade de vida para quem visita, gera também empregos e movimenta a economia local de qualquer destino. 

Ainda não é capaz de gerar grandes arrecadações para o setor público como a mineração e as grandes indústrias, entretanto, se gera qualidade de vida e autonomia para a população, acaba desonerando o setor público no longo prazo. 

Pode ser que Monte Verde esteja abrindo uma importante vertente para o  turismo em Minas Gerais , contribuindo para construir experiências mais seguras, além de prazerosas. Num estado que possui 853 municípios, mais de 600 deles participando da política pública de turismo e diversas segmentações capazes de atrair os mais diversos perfis de turistas, deste o ávido pela gastronomia até o louco por aventuras, passando pelos apaixonados pela história e cultura, o investimento na infraestrutura de serviços e a aproximação das comunidades locais com o planejamento e execução da atividade turística local e regional, é capaz de transformar não só as experiências turísticas, mas a vida das pessoas que fazem isso tudo acontecer. Afinal, como já sabemos, lugar bom para visitar tem que ser bom para morar!

Quer saber mais sobre turismo, além de apenas dicas de viagem? Me siga no Instagram @blogdaisabellaricci ou acesse blogdaisabellaricci.com.br

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade