Publicidade

Estado de Minas TURISMO E NEGÓCIOS

Hospedagem turística: muito mais que um lugar para dormir

Entenda porque as hospedagens e experiências de lazer e natureza são os novos queridinhos dos viajantes


31/08/2021 07:25 - atualizado 01/09/2021 07:38

Vista aérea do Hotel Tauá, em Caeté, na RMBH(foto: Gabriel Boieiras/Divulgação)
Vista aérea do Hotel Tauá, em Caeté, na RMBH (foto: Gabriel Boieiras/Divulgação)


Segundo o dicionário Aurélio, hospedagem é um substantivo feminino, que significa a “ação ou efeito de hospedar; que pode oferecer abrigo ou acolhimento a; hospitalidade. Local em que se pode hospedar; hospedaria”. No sentido figurado, ainda, pode-se entender como “local onde se pode encontrar hospitalidade; boa acolhida”. Mas quando falamos de hospedagem turística, estamos falando não apenas de um lugar para dormir de maneira acolhedora. Quando se fala de hospitalidade em turismo, o céu é o limite para proporcionar aos hóspedes muito mais do que um lugar para dormir.

Fama de negacionista prejudica entrada de brasileiros em outros países

Já sabemos o quanto a pandemia afetou diretamente o setor do turismo. E um dos principais segmentos dentro do setor é a hotelaria, que, durante muitos meses, fechou as portas e ainda não podem trabalhar com 100% da sua capacidade. Ainda assim, as estimativas são positivas, mesmo que lentas.

Ganharam força os empreendimentos de natureza e lazer. Afinal, com o avanço das reuniões por vídeo e a adoção do home office, é fato que as pessoas querem sair de casa pelo menos para o lazer, já que para o trabalho não é mais tão necessário, em muitos casos. O volume de investimentos em novos negócios da rede hoteleira no país continua semelhante ao patamar pré-pandemia, com 147 novos empreendimentos em desenvolvimento e R$ 6,1 bilhões em investimentos previstos até 2025. Os dados fazem parte do Panorama da Hotelaria Brasileira, divulgado neste segundo trimestre pela HotelInvest, em parceria com o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (Fohb).

Grupo Tauá, empresa mineira que vem crescendo muito nos últimos anos e expandindo sua operação, é um belo exemplo de como o segmento de lazer tem ganhado força. A rede de resorts já venceu as fronteiras mineiras, e atualmente atua também nos estados de São Paulo e Goiás. Para se ter uma ideia, em 2019, a rede faturou R$ 270 milhões, em 2020, primeiro ano da pandemia, foram R$ 198 milhões, e em 2021, a estimativa é de R$ 300 milhões. Prestes a reabrir para o público, após seis meses fechado durante a pandemia, o maior castelo do Brasil, como é carinhosamente chamado o Grande Hotel Termas de Araxá, foi reconhecido e premiado pela RCI - rede global de viagens. A rede, com mais de 600.000 hotéis e mais de 4.200 resorts afiliados –premiou o Grande Hotel na categoria: Excelence in Service. O prêmio avalia serviço e hospitalidade excepcionais, a partir das cartas de comentários dos hóspedes. Com estrutura monumental e tradição histórica e cultural, o complexo de lazer inaugurado em 1944, se tornou parte da rede Tauá em 2010.

O fato é que o comportamento do turista vem mudando, e suas necessidades muitas vezes vão além da hospedagem convencional. Os destinos e empreendimentos que se adaptam ou conseguem ser criativos neste novo cenário, acabam caindo nas graças dos viajantes. É o caso de quem investiu não apenas em estrutura (que são muito importantes), como também em experiências, como em Bonito como as experiências de turismo sustentável, o sul da Bahia com as experiências das fazendas de cacau e os chocolates brasileiros, ou aqui pertinho, em Itabirito, com o tradicional pastel de angu. Enfim, agora que a pandemia nos mostrou a importância do lazer em nossas vidas, aprendemos a dar valor e mais espaço para tudo que nos ajuda a desconectar da rotina pesada e a vivenciar momentos de prazer perto da família e dos amigos. São experiências, que muitas vezes, podem valer bem mais que o preço que pagamos.

Quer saber mais sobre turismo, além de apenas dicas de viagem? Me siga no Instagram @blogdaisabellaricci ou acesse blogdaisabellaricci.com.br

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade