Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas CARLOS STARLING

A reforma macabra da Previdência e a pandemia por COVID-19

Quase 70% das mortes por corona no Brasil foram de idosos acima de 60 anos; a idade para a aposentadoria compulsória foi reduzida pelo vírus


postado em 13/06/2020 06:00

Paciente idosa chora enquanto espera para ser transferida de barco-ambulância para um hospital em Breves, no Pará, depois de ficar internada por cinco dias em Melgaco, a sudoeste da ilha de Marajó(foto: TARSO SARRAF / AFP)
Paciente idosa chora enquanto espera para ser transferida de barco-ambulância para um hospital em Breves, no Pará, depois de ficar internada por cinco dias em Melgaco, a sudoeste da ilha de Marajó (foto: TARSO SARRAF / AFP)

A coluna de hoje é uma homenagem à vida. Às 4 estações da nossa existência. À primavera e sua explosão de cores, aromas e esperança. Ao verão e ao suor que brota de nossos poros; ao outono, tempo de colher, e ao inverno, momento de recolhimento e degustar o vinho e o ciclo da vida.

O que o vírus pandêmico desnuda é o desprezo pela vida, pelo trabalho e pela dignidade humana das sociedades cujos governantes têm uma visão que não vai além do seu próprio nariz. Aliás, nariz que deveria estar sempre coberto por uma máscara. Entretanto, o que a máscara não esconde é a perversidade e a estreiteza de princípios.

Pois bem, ao minimizar o impacto do vírus numa sociedade e principalmente não a acolher no seu momento mais funesto, o que se despreza são pessoas e a esperança de um povo.  

Isto nos leva a entender que os CPFs dos que estão sendo destruídos pelo vírus tem propósito. 

Vejamos como foi a viagem do vírus pelo planeta e a reação das diferentes sociedades à presença do incomodo visitante.

A China o escondeu o quanto pôde e ainda o esconde no meio dos seus 2, 3 bilhões de habitantes. Um mistério a ser desvendado. Como pode uma epidemia como esta não devastar uma das mais densas populações do mundo? Ao sonegar informações, sonegasse o sofrimento. O que sobra são dividendos concentrados e decantados nas mãos de poucos companheiros. Algo não cheira bem nesta história. O vírus tem mesmo este poder, sonega o aroma e o paladar das iguarias mais exóticas.

A África, berço da humanidade a população já sofrida com a AIDS, ebola e guerras intermináveis, absorveu o problema com resignação e planejamento, os quais foram bem mais eficientes do que países abastados. Por outro lado, tragédia sobre tragédia, não altera o futuro, só o abrevia. 

Na Europa, continente de tantas guerras e calejado pelo sofrimento imposto pela insanidade humana, o golpe foi duro e absorvido com as diferenças que marcam a colcha de retalhos cultural, travestida de uma só.
 
Nações que mais desprezaram os princípios humanísticos no passado e foram palco das maiores atrocidades jamais vistas mostraram que o sofrimento é pedagógico. O pragmatismo alemão deu um show de maturidade, sensibilidade e elegância. Os franceses se reconciliaram com os coletes amarelos e enfrentaram a dor com a altivez da Torre Eiffel. Os italianos, confusos, não sabiam se corriam ou se ficavam, foram atropelados pelo vírus. Pelo menos não esconderam os caminhões de mortos. O papa confinado no Vaticano rezou pelo Zoom, viu o vírus pela greta  e sobreviveu, assim como, a rainha da Inglaterra. Esta é eterna.

O Canal da Mancha não segurou o corona, que invadiu o negacionismo inglês e levou a arrogância para UTI.

Os espanhóis lutaram bravamente com suas esquadras e, ao final, afundaram como os italianos. Já nossos patrícios portugueses ficaram quietinhos dentro de casa e usaram a técnica do seu Tiãozinho, meu técnico de futebol lá de Ibiá: “ligeireza, marvadeza e gol de cara, depois nois arrecoi e fica veiaco”. Jogo ganho na certa. Os portugueses se saíram muito bem e já planejam içar velas para além mar.

Os suecos não “arrecoieram “, cantaram vitória antes da hora e levaram de 10 a zero do vírus. Viraram párias do continente.

Mas, a “Trumpalhada” seguinte, foi ainda pior. O topetudo americano levou porrada de todos os lados do corona. Negou, bloqueou, confiscou, nada funcionou. Deu um show de inabilidade, grosseria e inconsequência. A resposta está agora, nas ruas. Sufocou o seu povo e agora se vê sufocado.

Cena dantesca pior, só a nossa. Fomos ironizados até pelo Trumpalhão!

Negamos o vírus e agora adotamos a técnica chinesa de omitir os mortos. Ironizamos o corona e tropeçamos na mangueira dos bombeiros, que nada puderam fazer para apagar o incêndio de estupidez e arrogância. Sinceramente, até as urnas eletrônicas devem estar querendo se auto sepultarem de vergonha de terem eleito um individuo tão desatento ao seu povo.

Mas o discurso eugenista não esconde a macabra arquitetura oportunista da funesta reforma previdenciária. A mortalidade de pessoas acima de 60 anos tem sido devastadora no nosso meio. Segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde da semana entre 17 e 23 de Maio, 69,4 % dos óbitos por COVID 19 no Brasil ocorrem em pessoas acima de 60 anos. Esses têm grande chance de não degustarem a quarta estação. Percebam que a idade para aposentadoria compulsória foi reduzida pelo vírus... a previdência está salva?!!
 
A lua, lá de cima, viu tudo e ficou calada... Mas não consegue esconder os 134 colegas médicos mortos até o momento, uma amostra das mais de 35 mil pessoas que já perderam a vida nesta genocida epidemia.

Memorial aos médicos vítimas da COVID-19 no Brasil até o dia 05/06/2020 (Fonte - Sindicato dos Médicos de São Paulo):

22/03 - Pedro Di Marco da Cruza, 65 anos, cardiologista, Rio de Janeiro – RJ
25/03 - Diamir Gomes, 74 anos, anestesiologista, Santos – SP
02/04 - Hermes Roberto Radtke, 43 anos, médico radiologista, Fortaleza – CE
03/04 - Nelson Martins Schiavinatto, 80 anos, radiologista, Cianorte – PR
03/04 - Chiang Jeng Tyng, radiologista, São Paulo – SP
04/04 - Alberto Carlos Gamboggi Calastretti, 80 anos, cardiologista, São Paulo – SP
05/04 - Ricardo Antonio Piacenso, cardiologista, Rio de Janeiro - RJ
05/04 - Paulo Fernando Moreira Palazzo, 56 anos, hematologista, São Paulo – SP
05/04 - José Manoel de Melo Gomes, anestesista, Rio de Janeiro – RJ
05/04 - Maria Altamira de Oliveira, 71 anos, proctologista, Natal – RN
08/04 - Ana Cláudia Monteiro, 46 anos, oftalmologista, Divinópolis – MG
08/04 – Claudia Nogueira Cardoso, 56 anos, endocrinologista, Rio de Janeiro – RJ
09/04 – João Batista Marangoni, 65 anos, pediatra, Rio de Janeiro – RJ
10/04 - Adelia Maria Araujo de Almeida Oliveira, pediatra, São Paulo – SP
10/04 - Lúcia Dantas Abrantes, 66 anos, Iguatu – CE
10/04 - Luiz Augusto Chirighini Bicudo, 74 anos ortopedista, Santos – SP
10/04 - José Ruy de Alvarenga Sampaio, cirurgião, São Paulo – SP
11/04 - Jaime Takeo Matsumoto, ortopedista, São Paulo – SP
12/04 - Altamir Bindá, Pneumologista, Manaus - AM
12/04 - Antônio Tadeu Pinto da Fonseca, 66 anos, ortopedista, Rio Claro – SP
12/04 - Kátia Kohler, ginecologista, Santana do Parnaíba - SP
12/04 - Raimundo Ferreira Rodrigues, 75 anos, obstetra, Manaus – AM
12/04 - Antonio Tadeu Pinto da Fonseca, 66 anos, ortopedista, Rio Claro – SP
13/04 - Jorge Mauad Filho, ortopedista, Uberaba – MG
13/04 - Maria de Fátima Castelo Branco, 60 anos, João Pessoa – PB
14/04 - Ernane Avelar Fonseca, 72 anos, ortopedista, Belo Horizonte – MG
16/04 - Carlos Augusto Estorari, 48 anos, Parauapebas – PA
16/04 - Élio César Marson, 52 anos, cirurgião, Mossoró – RN
16/04 – Paulo Sergio Gonzales, 60 anos, Campinas – SP
17/04 – Astolfo Serra, Rio de Janeiro – RJ
17/04 - Celso de Almeida Felício, 68 anos, cardiologista, Rio de Janeiro - RJ
18/04 - Ricardo Vicente da Silva, pediatra, Jundiaí – SP
19/04 - Jayme de Oliveira Júnior, 52 anos, angiologista, Natal – RN
20/04 - Flávio Neves Lima, Castanhal - PA
20/04 - Frederic Jota S. Lima, São Paulo – SP
20/04 - Gilmar Calazans Lima, 55 anos, Ilhéus – BA
20/04 - Fernando Noburo Miyake, 56 anos, clínico geral, Santo André – SP
20/04 - Mauro Roberto dos Santos Guimarães – PA
21/04 - André Fernando Miyake, Santo André – SP
21/04 - Geraldo Gomes da Silva – PA
22/04 - Gastão Dias Junior, 51 anos, pediatra, Balneário Camboriú – SC
22/04 - Nagib Mutran Neto, 62 anos, médico cirurgião, Marabá – PA
23/04 - Elismar Almeida Amador, médico ortopedista e traumatologista, São Paulo – SP
23/04 - José Marcelino Nunes da Silva Júnior, médico do trabalho, Belém – PA
23/04 - Mário Tadashi Komeçu, ortopedista, São Paulo – SP
23/04 - Paulo Affonso Chamma, obstetra, Rio de Janeiro – RJ
23/04 - Sergio Fagundes, cardiologista, Rio de Janeiro – RJ
23/04 - Suzana Aparecida Vital, São Paulo – SP
24/04 - Celso de Almeida Felício, intensivista, Rio de Janeiro – RJ
25/04 - Edson Yukinari Takeda, 55 anos, ortopedista, Mogi das Cruzes - SP
26/04 - Paulo Gonzales, 60 anos – SP
27/04 - Avelar Feitosa, ginecologista, Belém – PA
27/04 - Magna Sandra Gomes de Deus, 61 anos, ginecologista, Niterói - RJ
27/04 - Justino José Lage Neto, anestesiologista - Rio de Janeiro - RJ
27/04 - Luiz Sérgio Peixoto Herthal, Rio de Janeiro – RJ
28/04 - Ana Maria Caldonceli Vidal Sartori, 48 anos, ginecologista, Rio de Janeiro – RJ
28/04 - Edsneider Souza, 42 anos, Vassouras - RJ
29/04 - Helena do Rosário Vieira – PA
30/04 – Paulo César da Silva Saraiva, 65 anos, ginecologista e obstetra, Rio de Janeiro – RJ
30/04 - Rosa Maria Papaléo, 65 anos, anestesiologista e acupuntirista, Recife – PE
01/05 – Darlan Buíssa, 77 anos, pediatra, Rio de Janeiro – RJ
01/05 - Fernando Freire, psiquiatra, São Luís - MA
01/05 - José Guilherme da Silva Tabosa – PA
01/05 - Maria da Graça Barra Valente – PA
01/05 – Maurício Barbosa Lima, endocrinologista, Rio de Janeiro – RJ
02/05 - Sérgio Paulo Almeida Bueno de Camargo, 73 anos, cardiologista, São Paulo – SP
03/05 – Marsel Alencar Seabra, 63 anos, geriatra, Rio de Janeiro – RJ
03/05 - Milton Luiz Ciappina, 72 anos, médico de saúde da família, Paraná – PR
03/05 – Rubens Esquenazi, infectologista, Rio de Janeiro – RJ
04/05 – Aldir Blanc Mendes, 73 anos, Rio de Janeiro – RJ
04/05 - Dennis Rollano Torres, 68 anos, cirurgião geral, Cotia – SP
04/05 – Gilberto Fonseca, anestesista, Rio de Janeiro – RJ
04/05 - Maurício Naoto Saheki, 41 anos, infectologia, Rio de Janeiro – RJ
04/05 - Marcio Rubens de Almeida Ribeiro - PA
04/05 - Raimundo Nonato Costa de Viveiros - PA
05/05 – Rodolfo Walter Garcia Arizmendi, 73 anos, Manaus – AM
06/05 - Claudio Antonio Figueiredo Reis - PA
06/05 – Ramon Pinto Lobo, 60 anos, clínico geral, Jequitinhonha – MG
06/05 - Solon Pereira Lopes Ferreira, de 61 anos, clínico geral, João Pessoa – PB
07/05 – Célia Bastos Pereira, radiologista, Rio de Janeiro – RJ
07/05 – Flávio Rezende Dias, 83 anos, oftalmologista, Rio de Janeiro – RJ
07/05 - Roberto Carvalho Lima - PA
08/05 - Alex Ribeiro Bello, 53 anos, Xinguara - PA
08/05 - Carlos Ronald Correia, Iguatu - CE
08/05 - Hugo Hurtado Valderrama, 63 anos, médico reumatologista, São Paulo – SP
08/05 - Manoel Amaral Maciel - PA
09/05 - Cliciane Fochesatto, Fonte Boa - AM
09/05 - Elivaldo Batista de Souza - PA
09/05 - Josefina Darwich Borges Leal - PA
09/05 - Osmar Seabra - PA
09/05 - Sergio Moreira, 68 anos, São Paulo - SP
10/05 - José Guilherme Henrique dos Santos - PA
10/05 - Ramon Barbosa, 43 anos, Jequié - BA
11/05 - Danilo David Santos, 33 anos, psiquiatra, Rio de Janeiro - RJ
11/05 - Eliane Buarque de Freitas Machado, Maceió – AL
11/05 – Maria Amélia Fagundes de Macedo, 83 anos, Crato – CE=
11/05 - Valdir Pedro Pereira, 60 anos, médico de família e comunidade, Mauá – SP
12/05 – Caroline Barros Patrocínio, 29 anos, pediatra, Rio de Janeiro – RJ
13/05 - Carlos Marcos Buarque Gusmão, 56 anos, socorrista do Samu, Taboão da Serra - SP
13/05 - Claudio Sérgio Carvalho de Amorim, 69 anos, pediatra, Belém – PA
13/05 - Gilberta Bensabath, 95 anos, bacteriologista - PA
14/05 - Carlos Fernando Serizawa, clínico geral, Mauá - SP
14/05 - Jorge Puga Rebelo, cirurgião plástico, Belém -
14/05 - Marcos Paiva, 67 anos, clínico geral, João Pessoa - PB
14/05 - Raimundo Malcher Pinon, 72 anos, pediatra, Macapá – AM
14/05 – Thelmo Trilha Sym, 65 anos, ginecologista, Rio de Janeiro – RJ
15/05 - Agostinho Hermes de Miranda Neto, clínico geral, Belém - PA
15/05 - Benício Nunez, 61 anos, Dourados – MS
15/05 – Victor Luiz Bom, radiologista, Rio de Janeiro – RJ
16/05 - José Virgílio Ornellas de Freitas, clínico geral, Cabo Frio – RJ
17/05 – Luis Alberto Beleiro Barreiro, angiologista, Rio de Janeiro – RJ
17/05 - Homero Rodrigues, 49 anos, ortopedista, Cabo de Santo Agostinho - PE
17/05 - Oriel Brilhante Oliveira, ortopedista, João Pessoa – PB
17/05 – Pasquale Francisco Giglio, urologista, Rio de Janeiro – RJ
19/05 – Eduardo Vidoso, 68 anos, São Gonçalo – RJ
19/05 – Fernando Jordão de Souza, urologista – PA
19/05 - José Ronaldo Menezes, 60 anos, Goiânia – GO
20/05 - Orlando Damascena, 71 anos, ginecologista, João Pessoa – PB
20/05 – Otávio Roberto da Silva e Silva, 53 anos, socorrista do Samu, Santana – AP
21/05 – Antonio Mateus Ferreira, Rio de Janeiro – RJ
22/05 – Iasmin de Albuquerque Cavalcanti Duarete, 62 anos, pediatra, Maceió – AL
22/05 – Paulo Sampaio, 74 anos, São Gonçalo – RJ
23/05 – Augusto César Senna de Almeida, 58 anos, São Gonçalo – RJ
24/05 – João Batista Medeiros Costa, 65 anos, Natal – RN
25/05 – Emivaldo Soares Martins, 63 anos, ginecologista e obstetra, Goiânia – GO
25/05 – Valeria Calife, Natal – RN
28/05 - José Henrique Mello de Freitas, 56 anos, ginecologista e obstetra, Piracicaba – SP
01/06 - Enéas Andrade da Cunha, 74 anos, pediatra, Franca – SP
01/06 - Rafael Mussiello, 77 anos, ginecologista e obstetra, Vitoria – ES
03/06 – João Angelim, 78 anos, urologista, Rio Branco – AC
04/06 - Marden Washington Pires Cavalcante, ortopedista, Maceió – AL
05/06 – Dálvaro Borges Carneiro Junior, 64 anos, cardiologista, Presidente Prudente – SP
06/06 – Renato Menezes, 69 anos, ortopedista, São Paulo – SP
07/06 – Miguel Tavares, 51 anos, Recife – PE
09/06 - Clóvis Gorski, 72 anos, cirurgião, Guarapuava – PR
09/06 – Edilson Dias Leão, 55 anos, pediatra, Imperatriz – MA

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


 
Se você quer comentar sobre esta coluna ou quer mandar sugestão de tema, envie email para cstarling@task.com.br







*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade