UAI
Publicidade

Estado de Minas MOVIMENTO ELEITORAL

Fora da disputa, Saraiva vai apoiar Kalil, mas reclama da direção do PSB

Ex-ministro da Saúde teve a pré-candidatura ao governo retirada em prol do apoio socialista ao ex-prefeito de BH; agora, ele analista tentar voltar à Câmara


01/07/2022 14:49 - atualizado 01/07/2022 15:50

O ex-ministro da Saúde José Saraiva Felipe
Saraiva Felipe (foto) teve a pré-candidatura ao governo retirada (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Três dias após ter a pré-candidatura ao governo mineiro retirada pelo PSB, Saraiva Felipe, ex-ministro da Saúde, anunciou, nesta sexta-feira (1°/7), apoio a Alexandre Kalil (PSD) na eleição estadual. A decisão ocorre a reboque da direção da sigla socialista, que já havia acertado compor a coalizão em torno do ex-prefeito de Belo Horizonte. Apesar de, agora, caminhar ao lado de Kalil, Saraiva indicou ressentimento com a desistência do PSB de lançar um palanque próprio.

"O presidente estadual do partido dialogou pouco desde o lançamento da minha pré-candidatura", disse, ao Estado de Minas.

O presidente do PSB em Minas Gerais é o deputado federal Vilson da Fetaemg. Procurado, o dirigente não quis se manifestar sobre a queixa de Saraiva. O apoio da legenda a Kalil será formalizado na próxima segunda (3), em um ato na sede da agremiação, em BH. O presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, vai participar do encontro.

Nesta semana, Saraiva Felipe se reuniu com Siqueira para tratar dos rumos eleitorais. Houve, também, encontro com Geraldo Alckmin, indicado pelos socialistas para ser o vice-candidato na chapa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"A confirmação (do apoio a Kalil) veio hoje porque, nos últimos dias, estava realizando conversas internas com o PSB nacional", afirmou Saraiva.

Quadro histórico do MDB, o ex-ministro também exerceu mandatos como deputado federal. Ele se filiou ao PSB neste ano com o objetivo principal de ajudar a direção da nova casa a montar chapas legislativas competitivas.

A priori, Saraiva não pensava em tentar novamente assento na Câmara dos Deputados - agora, no entanto, a possibilidade é considerada.

Aliança faz dobradinha PSB-PT ser replicada em Minas


O apoio do PSB a Kalil coloca o partido ao lado do PT também em Minas. Isso porque os correligionários de Lula vão compor a frente liderada pelo PSB e indicaram o deputado estadual André Quintão como pré-candidato a vice-governador.

Antes mesmo da saída de Saraiva Felipe do páreo, Geraldo Alckmin, uma das lideranças nacionais socialistas, já havia acenado publicamente a Kalil.

"Será, se Deus quiser, um grande governador de Minas Gerais. De mãos dadas, Lula e Kalil. A melhor parceria que nós teremos para Minas poder avançar ainda mais, e com os olhos bem abertos", falou, durante evento em Uberlândia, no meio do mês passado.

Além do PSB, a equipe de Kalil já acertou, ainda, os apoios oficiais de PCdoB e PV - federados ao PT. A Rede Sustentabilidade, embora formalmente unida ao Psol, também vai seguir com o ex-prefeito.

Interlocutores ligados ao PSD ouvidos pelo EM mantêm, ainda, esperanças pela conquista da adesão do União Brasil. O presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, é simpático a Kalil, mas o diretório estadual, ao passo em que mantém diálogo com Romeu Zema (Novo) e Marcus Pestana (PSDB), garante ter autonomia para tocar as tratativas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade