Publicidade

Estado de Minas MINISTÉRIO DA SAÚDE

Bolsonaristas atacam Queiroga, novo ministro da Saúde: 'É o novo Mandetta'

Apoiadores de Jair Bolsonaro usaram as redes sociais para criticar Marcelo Queiroga e compará-lo ao ministro da Saúde demitido pelo presidente por defender a ciência, o uso de máscaras e medidas de isolamento social


31/03/2021 15:44 - atualizado 31/03/2021 16:18

Nos posts, os apoiadores criticam as medidas adotadas por Mandetta (D) no ínicio da pandemia. Entre os assuntos mais citados, está o isolamento social, defendido também por Queiroga (E)(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Nos posts, os apoiadores criticam as medidas adotadas por Mandetta (D) no ínicio da pandemia. Entre os assuntos mais citados, está o isolamento social, defendido também por Queiroga (E) (foto: Agência Brasil/Reprodução)
Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usaram as redes sociais, nesta quarta-feira (31/03), para comparar o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, com o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta. Os dois são médicos e defendem o uso de máscaras de proteção contra a COVID-19. 

“Pra falar a verdade, eu já sabia que esse Queiroga é mais do mesmo. Mandetta + Teich Pazuello Queiroga = 0”, escreveu um apoiador. “Queiroga já veio com essa conversa de usar máscara e vacina para todos. Teremos escolhas?! Mais um à moda Mandetta?!”, pontuou outro.

Leia: Após Queiroga pedir uso de máscaras, Bolsonaro aparece sem a proteção

Nos posts, os apoiadores críticam as medidas adotadas por Mandetta no ínicio da pandemia. Entre os assuntos mais citados, está o isolamento social. Assim como seus apoiadores, Bolsonaro já afirmou diversas vezes ser contra a medida de proteção.

Mais cedo, logo após o encontro do Comitê do Combate a Pandemia de COVID-19, Marcelo Queiroga discursou pedindo o isolamento social e desincentivando aglomerações durante o feriadão.

Em seu discurso, o ministro da Saúde incentivou o uso de máscaras. "Sabemos que, nos grandes feriados, há possibilidade de aglomeração desnecessária. As pessoas devem observar o uso de máscara e guardar o distanciamento entre si para que a doença não se transmita", pontuou Queiroga.

Segundo o ministro da Saúde, se os brasileiros fizerem essas ações de maneira efetiva será mais fácil conseguir melhores resultados. 

Em seguida, o presidente discursou, porém, sem utilizar o equipamento de proteção.
 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade