Publicidade

Estado de Minas DIAGNÓSTICO

Conheça o tipo de teste que Bolsonaro fez para identificar o coronavírus

Após sintomas, foi realizado o teste RT-qPCR, que identificou o material genético do vírus no presidente


postado em 07/07/2020 20:03 / atualizado em 07/07/2020 22:06

O presidente Jair Bolsonaro realizou o teste de RT-qPCR para identificar a presença do coronavírus(foto: Reprodução/ CNN Brasil)
O presidente Jair Bolsonaro realizou o teste de RT-qPCR para identificar a presença do coronavírus (foto: Reprodução/ CNN Brasil)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta terça-feira (07) que contraiu o novo coronavírus. Ele relatou que começou a sentir os sintomas no último domingo e realizou os exames no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, logo na segunda-feira. O chefe de Estado fez o teste RT-qPCR, que verifica a presença de material genético do vírus, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entenda como funciona esse teste.

No domingo (05), o presidente relatou que começou a se sentir mal e chegou a ter febre de 38 graus na segunda-feira. Ele foi submetido à coleta de secreções respiratórias para o teste RT-qPCR às 20h33, segundo o documento do laboratório divulgado. 

E no laudo ainda diz: “Este resultado deve ser correlacionado com os de outros exames e com os dados clínicos e epidemiológicos do paciente”. E, de acordo com o biomédico e mestre habilitado em análises clínicas que atua na saúde pública há mais de quatro anos, Lucas Zanandrez, isso significa que o diagnóstico também se dá pelos sinais e sintomas que o paciente apresenta, no caso, os dados clínicos, além do resultado do exame. “A soma dos sinais clínicos apresentados pelo presidente, o resultado positivo para detecção de material genético viral e a óbvia circulação do vírus no país fecharam o diagnóstico de Bolsonaro: positivo para COVID-19”, esclarece.

Lucas Zanandrez ainda explica que esse teste deve ser realizado nos primeiros dias após o início dos sintomas, sendo o ideal entre o terceiro ao sétimo dia. “O problema é quando o teste é realizado muito cedo ou muito tarde. Quando a pessoa é infectada, demora cerca de 3 a 5 dias para conseguir ter carga viral suficiente no corpo para que se detecte o material genético. Após 7 dias do início dos sintomas, termina o período ideal porque o vírus começa a ser eliminado do corpo”, explica.

E o material coletado do presidente Jair Bolsonaro foi o “SWAB nasofaríngeo” que é citado no documento. Essa é uma das formas de coletar a amostra quando se tem suspeita do coronavírus. “SWAB” é o cotonete que se coloca no fundo do nariz até encostar na região próxima da garganta, chamada de nasofarínge. Segundo o biomédico, esse local é de fácil acesso para coleta, além de apresentar carga viral suficiente para ser detectada no exame.

TESTE RT-qPCR

É um teste de Reação em Cadeia da Polimerase com Transcrição Reversa. Isso significa que o coronavírus é um vírus de RNA, material genético que, antes de ser detectado, precisa ser convertido em DNA por meio da transcrição reversa, segundo o biomédico Lucas Zanandrez. Ele explica que só então é ativada a reação em cadeia da polimerase, que amplifica cópias de DNA e emite sinais fluorescentes, que serão captados por uma máquina. Quando o sinal emitido pela amostra é amplificado a tal ponto que ultrapassa um limiar de detecção, estabelecido a partir de um controle positivo conhecido, é dito que foi detectado o vírus na amostra.

* Estagiária sob supervisão de Álvaro Duarte

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade