Publicidade

Estado de Minas CONTRA A QUARENTENA

Carro que liderava protesto em Belém é apreendido e deve R$ 22 mil em multas

Carreata contra o isolamento social foi bloqueada por policiais e agentes de trânsito; 12 pessoas foram levadas à delegacia


postado em 29/03/2020 15:24 / atualizado em 29/03/2020 16:58

Doze pessoas foram levadas à delegacia durante protesto contra o isolamento social em Belém(foto: Pedro Guerreiro/Agencia Pará)
Doze pessoas foram levadas à delegacia durante protesto contra o isolamento social em Belém (foto: Pedro Guerreiro/Agencia Pará)

Carreata pedindo o fim da quarentena adotada para conter o crescimento de caso da COVID-19 em Belém (Pará) acabou em caso de polícia na manhã deste domingo (29). Durante o percurso pelo centro da capital, manifestantes foram bloqueados por viaturas da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, da Superintendencia Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e do Departamento de Transito (Detran). 

Doze pessoas foram identificadas e encaminhadas para a delegacia por descumprimento do decreto estadual proibindo eventos com aglomeração de pessoas. O carro responsável por comandar a carreata foi apreendido pelo Detran e, de acordo com o Governo de Pará, estava com licenciamento atrasado desde o ano de 2015, com um acúmulo de multas de mais de R$ 22 mil. 

Pelo Twitter, o governo do estado anunciou que o valor "será revertido em  ações de combate ao novo coronavírus, representando a aquisição de cerca de 600 caixas com 50 luvas e 300 caixas com 10 máscaras, que serão distribuídas aos locais mais necessitados". 

Na sexta-feira (27), o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse durante pronunciamento que não permitiria aglomerações de qualquer natureza que possa a vir prejudicar as medidas de prevenção do combate ao Covid-19.

Dinheiro de multas aplicadas será revertido em ações contra o novo coronavírus no Pará(foto: Pedro Guerreiro/Agencia Pará)
Dinheiro de multas aplicadas será revertido em ações contra o novo coronavírus no Pará (foto: Pedro Guerreiro/Agencia Pará)


"Secretaria de Segurança (Segup) está orientada com a Polícia Militar, Polícia Civil e também o Detran, para tomar todas as medidas que tenham que ser tomadas para não permitir que hajam essas aglomerações", disse.

No último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde neste sábado (28), o estado do Pará apresentava 17 casos confirmados do novo coronavírus, sem óbitos notificados. No Brasil, o número de casos é de 3.904, com 114 mortos.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade