UAI
Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

Não há pesquisas indicando que 93% das pessoas querem Lula na cadeia

Uma busca no Google pelos termos 'Lula', '93%' e 'preso' não levou a nenhuma pesquisa de opinião que apontasse esse dado


24/06/2022 18:31 - atualizado 25/06/2022 18:31


 

Captura de tela feita em 24 de junho de 2022 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 24 de junho de 2022 de uma publicação no Facebook (foto: Reprodução)
Publicações afirmando que 93% dos entrevistados em uma pesquisa querem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva preso circulam desde 2021 e voltaram a ser compartilhadas dezenas de vezes nas redes sociais desde março de 2022. No entanto, não foi encontrado qualquer registro desse dado em nenhuma consulta já divulgada. De acordo com a pesquisa mais recente sobre o assunto, divulgada em 8 de junho de 2022 pela Genial/Quaest, 48% afirmaram que Lula foi condenado corretamente e 43% apontaram que o petista foi condenado injustamente.


'ESTE BANDIDO NA CADEIA. CHEGA DESTE CRIMINOSO SOLTO', afirma um usuário no Facebook (1, 2, 3) ao compartilhar uma foto do ex-presidente Lula com a seguinte frase sobreposta: 'Lula dispara nas pesquisas. 93% querem ele preso novamente!'.

Conteúdo semelhante também circula no Twitter (1, 2, 3).

No entanto, uma busca no Google pelos termos 'Lula', '93%' e 'preso' não levou a nenhuma pesquisa de opinião que apontasse esse dado.

Algumas das publicações encontradas pelo Checamos com essa alegação têm uma logomarca do canal Cafezinho com Pimenta no YouTube, que se apresenta como 'um programa direito, da direita e para endireitar o Brasil'.

Uma consulta ao seu perfil no Twitter, que estava ativo em março de 2021, permite constatar que, em junho de 2022, a conta está suspensa e com a mensagem: 'O Twitter suspende as contas que violam as Regras do Twitter'.

Também em março de 2021, o AFP Checamos consultou as contas do 'Cafezinho com Pimenta' no Instagram, Facebook e YouTube e, naquele momento, não localizou nenhuma pesquisa realizada sobre o assunto que pudesse apontar o número citado.

Em junho de 2022, apenas o canal no YouTube seguia ativo. Uma busca por conteúdo semelhantes ao alegado nas redes sociais tampouco é encontrado na página.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assiste ao lançamento das diretrizes de seu programa de governo em São Paulo, em 21 de junho de 2022 ( AFP / Nelson Almeida)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assiste ao lançamento das diretrizes de seu programa de governo em São Paulo, em 21 de junho de 2022 (foto: ( AFP / Nelson Almeida))


A pesquisa de opinião mais recente sobre o tema foi feita pela Genial/Quaest e divulgada em junho de 2022. Na página 71 do documento pode-se ver os resultados obtidos. Essa sondagem repercutiu na imprensa nacional, em uma matéria do UOL intitulada 'Genial/Quaest: 48% acham que Lula foi condenado corretamente'.

Uma pesquisa de opinião mais antiga a respeito foi realizada pela consultoria Atlas Político entre 8 e 10 de março e divulgada em 11 de março de 2021 em uma matéria da edição brasileira do jornal espanhol El País com o título 'Lula, Ciro e Mandetta bateriam Bolsonaro no segundo turno em 2022, mostra pesquisa Atlas'.

A consulta teve como foco medir as preferências dos brasileiros para as eleições de 2022, mas também perguntou se o eleitorado concordava com uma eventual prisão de Lula. Segundo a Atlas, 50,1% dos entrevistados disseram apoiar a prisão do ex-presidente.

Também em março de 2021, o STF anulou todas as decisões tomadas pela 13ª Vara Federal de Curitiba referente aos casos contra Lula por considerar que esta não tinha competência para julgar as ações penais. No mês seguinte, a Corte confirmou a anulação das condenações. O Tribunal também declarou a suspeição do ex-juiz Sergio Moro por agir com parcialidade.

O ex-mandatário é pré-candidato às eleições presidenciais de 2022. De acordo com a pesquisa DataFolha, publicada em 23 de junho de 2022, o petista aparece como favorito na disputa, com 47% das intenções de voto no primeiro turno, contra 28% de Jair Bolsonaro.

Conteúdo semelhante também foi verificado pela Agência Lupa.

 

O "Beabá da Política"

série Beabá da Política reuniu as principais dúvidas sobre eleições em 22 vídeos e reportagens que respondem essas perguntas de forma direta e fácil de entender. Uma demanda cada vez maior, principalmente entre o eleitorado brasileiro mais jovem. As reportagens estão disponíveis no site do Estado de Minas e no Portal Uai e os vídeos em nossos perfis no TikTokInstagramKwai YouTube.

Confira os vídeos já publicados:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade