UAI
Publicidade

Estado de Minas INVESTIMENTO

Incêndio Santa Casa: ministro da Saúde anuncia repasse de R$ 10 milhões

Dinheiro prometido, no entanto, ainda não tem data para chegar aos cofres da Santa Casa


01/07/2022 12:00 - atualizado 01/07/2022 13:55

Imagem mostra o ministro Queiroga saindo da Santa Casa. Na foto, ele anda em direção ao carro, sorrindo e e segurando a máscara na mão.
Valor irá cobrir prejuízo de R$ 5,4 milhões com o incêndio, mas ainda é abaixo do necessário para recuperação e investimentos no hospital (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
O ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou, nesta sexta-feira (01/7), a liberação de R$ 10 milhões para reconstrução de leitos da Santa Casa de Belo Horizonte, após uma visita à instituição, atingida por um incêndio na última segunda-feira (27/6).

O repasse, porém, ainda não tem data para chegar aos cofres da Santa Casa, mas, segundo o ministro, não deve demorar. "Rapidamente teremos essa resposta", afirma. O  investimento será suficiente para cobrir o prejuízo de R$ 5,4 milhões com o incêndio, porém, ainda está abaixo dos R$ 16,4 milhões solicitados pelo hospital para a recuperação do andar atingido e investimentos no hospital.

Segundo o diretor jurídico da Santa Casa, João Costa Aguiar Filho, a instituição já está em diálogo com o Estado e o município para complementar esse valor. "Ficamos muito satisfeitos com a resposta imediata do ministério. Naturalmente, já estamos discutindo isso com as outras esferas e esperamos também o apoio da sociedade", conta.

Atualmente, o hospital acumula uma dívida de R$ 260 milhões com bancos e fornecedores. "Os recursos do ministério serão investidos para recuperação dos leitos atingidos no incêndio, que chega a R$ 5,4 milhões. O restante do dinheiro será aplicado no projeto de regularização. Temos necessidades para os nossos projetos de regularização e de licenciamento, que prevê uma série de intervenções", conta João Costa.

Visita à Santa Casa


Segundo o diretor jurídico da Santa Casa, João Costa Aguiar Filho, a instituição já está em diálogo com o Estado e o município para complementar esse valor. "Ficamos muito satisfeitos com a resposta imediata do ministério. Naturalmente, já estamos discutindo isso com as outras esferas e esperamos também o apoio da sociedade", conta.

Nesta manhã, Queiroga visitou o 10º andar da unidade, onde fica o Centro de Terapia Intensiva (CTI), local em que começou o incêndio. Ele chegou ao hospital sem máscara e chegou a perguntar para a equipe que o acompanhava se o uso era necessário. Antes de entrar no prédio, ele recebeu uma proteção facial para que pudesse fazer a visita." />

Nesta manhã, Queiroga visitou o 10º andar da unidade, onde fica o Centro de Terapia Intensiva (CTI), destruído parcialmente por causa do incêndio. Ele chegou ao hospital sem máscara e perguntou para a equipe que o acompanhava se o uso era necessário. Antes de entrar no prédio, ele recebeu uma proteção facial para que pudesse fazer a visita.

 


Ele lamentou o ocorrido e elogiou a estrutura do hospital. "O dano foi contido pela equipe de combate ao incêndio. Apesar de antigo, o hospital tem estrutura sólida. Estamos contando que, com o apoio que vamos dar ao hospital, rapidamente será restabelecido o atendimento", disse.

O recurso total solicitado pela Santa Casa também prevê investimentos para conclusão de obras de prevenção e controle de incendios. "É um projeto para 18 meses, iniciado em janeiro. Parte dele vai sr financiado com esse valor que estamos recebendo do ministério da saúde", conta o diretor jurídico da Santa Casa.

Investigação do incêndio


O diretor-jurídico da Santa Casa disse, ainda, que a instituição contratou uma perícia para que sejam apurados os motivos que causaram o incêndio. "Nós temos um sistema de controle de falha elétrica altamente sofisticado. É o melhor sistema que existe, que faz controle de circulação energética, mas aconteceu o incêndio, então, precisamos ter uma avaliação técnica sobre isso", anunciou João Costa.

O Corpo de Bombeiros apontou que o incêndio iniciou após uma pequena explosão em um dos equipamentos da unidade hospitalar. Após o incêndio, a corporação fez uma vistoria no local e atestou que não há risco para os pacientes. O trabalho de perícia da Polícia Civil ainda será concluído. 

A Santa Casa de Belo Horizonte é a unidade de saúde com maior número de leitos destinados ao SUS do estado, com mais de mil vagas. Dados do hospital apontam que mais de 80% dos municípios mineiros. Ninguém morreu decorrente do incêndio, mas duas pessoas que estavam em um quadro clínico mais grave não resistiram a transferência para outros hospitais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade