UAI
Publicidade

Estado de Minas CONTRA A COVID

Divinópolis estuda exigir vacinação para participar em eventos

Comitê de Enfrentamento à COVID deliberou para a medida; taxa de transmissibilidade aumentou 193% em um mês


17/09/2021 19:49 - atualizado 17/09/2021 19:54

O ritmo de contágio aumento de 0,82 para 2,41 em um mês em Divinópolis
O ritmo de contágio aumento de 0,82 para 2,41 em um mês em Divinópolis (foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)
O Comitê de Enfrentamento à COVID-19 de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, deliberou, nesta sexta-feira (17/9), pela exigência da comprovação da vacinação contra a doença para quem for participar de eventos realizados na cidade. O intuito é conter as aglomerações e reduzir os indicadores.

A decisão ainda é apenas uma recomendação à Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). “Será analisado se será seguida e a forma como ela será operacionalizada. Mas, creio que vai passar pela gestão”, disse a diretora de Vigilância em Saúde, Erika Camargos.

Ela diz que já há mecanismos que facilitam essa comprovação, dentre eles um site do Ministério da Saúde que permite ao cidadão acessar o cartão de vacina on-line. “Outra coisa que está sendo estudado é o prazo, se espera 14 dias para autorizar a entrada em eventos pelo menos após a primeira dose”, antecipou.


Transmissibilidade aumenta

O ritmo de contágio da doença saltou de 0,82 para 2,41 no último mês. O primeiro número foi registrado no dia 17 de agosto e o segundo na data de hoje, conforme os boletins diários divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Embora represente um aumento de 193%, a diretora de Vigilância em Saúde diz que o índice ainda não é preocupante. “Está tranquilo porque tivemos duas semanas com números bem baixos”, tranquilizou. Nas últimas semanas a taxa de transmissibilidade ficou abaixo de 1.

O avanço da vacinação e as flexibilizações são dois fatores que explicam o aumento. “As coisas estão acontecendo mais, as pessoas estão saindo mais, estão ocorrendo mais eventos, a vacinação está bem adiantada, então aumenta a confraternização entre as pessoas. O ritmo de contágio está mais alto, automaticamente, por causa da circulação de pessoas”, explicou

Mesmo com a taxa de transmissibilidade aumentando, a ocupação hospitalar continua estável. Boletim de hoje aponta que 35,9% dos leitos de enfermaria e terapia intensiva estavam ocupados.


Alerta e pedido de cautela em Divinópolis

Ao mesmo tempo, Erika recomenda cautela. “Precisamos estar atentos por que os números realmente subiram, a micro está com 11 pontos. Até 12 é verde, acima disso é onda amarela. Essa é uma forma de fazer um certo controle cobrando essa imunização, pelo menos da primeira dose”, comentou.

A pontuação da Macrorregião Oeste subiu de três para sete pontos na última semana, com base no Minas Consciente. Na microrregião que Divinópolis está inserida, os números passaram de nove para 11.

Divinópolis contabiliza 20.860 casos confirmados de COVID-19 desde o início da pandemia. 620 pessoas perderam a vida em decorrência da doença. Outros dois óbitos estão em investigação.

*Amanda Quintiliano - Especial para o EM 
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre  sintomas prevenção pesquisa  vacinação .
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara?  Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina?   Posso beber após vacinar?  Confira esta e outras  perguntas e respostas sobre a COVID-19 .

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade