Publicidade

Estado de Minas COVID-19

MG passa por alívio na pandemia, menos 23,7% casos e 19,7% mortes

Os índices são comparativos ao quantitativo mensal da pandemia que já contagiou mais de 2 milhões de mineiros e trouxe a morte a quase 52 mil


14/08/2021 11:17 - atualizado 14/08/2021 11:46

pacientes chegaram a lotar a UPA Barreiro em BH devido à COVID-19. Momento é de alívio em MG(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
pacientes chegaram a lotar a UPA Barreiro em BH devido à COVID-19. Momento é de alívio em MG (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
Minas Gerais atravessa uma fase de alívio momentânea da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), com índices semelhantes ao início do ano, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021.
O número de pessoas que testaram positivo para as várias cepas do vírus caiu 23,7% na média mensal e as pessoas que morreram diretamente por causa da COVID-19 ou por complicações decorrentes do coronavírus chegaram a um declínio proporcional de 19,7%.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), neste sábado foram registrados um total de 51.849 pessoas que morreram em decorrência da doença.

Dentro de 2.019.435 mineiros positivos para o novo vírus, sendo que 47.745 desses ainda são acompanhados pelas autoridades sanitárias em hospitais ou rastreamento domiciliar. Um total de 1.919.841 pessoas superou a doença e testou positivo desde o início da pandemia.


De sexta (13/08) para sábado (14/08), um total de 3.728 pacientes tiveram exames positivos para o novo coronavírus, sendo que nesse espaço de tempo 105 mineiros morreram por esse motivo.

A média de casos positivos de pacientes que testaram contra o novo coronavírus caiu vertiginosamente em um mês, despencando 23,7% nesse período. A razão de 30 dias era de 4.859 pessoas infectadas a cada 24 horas, até os sábados, passando a 3.728 neste dia 14 de agosto. Já o das pessoas que perdem suas vidas diariamente em razão da COVID-19 também caiu, ao patamar diário de 19,7%, passando de uma média de 130,7 para 105.

O número de casos se ampliou em 4,45% em um mês, de acordo com o boletim, passando de dois milhões, pela primeira vez, saltando de 1.933.302 mineiros com testes positivos para 2.019.435 exames confirmados para o novo coronavírus. Por outro lado, a taxa de pacientes acompanhados por semana caiu 12,4%, de uma média fechada aos sábados de 54.519 pessoas infectadas tendo suas condições e estado de saúde monitorados sendo reduzida para 47.745 pessoas positivas.

O número de casos se ampliou em 4,45% em um mês, de acordo com o boletim, passando de dois milhões, pela primeira vez, saltando de 1.933.302 mineiros com testes positivos para 2.019.435 exames confirmados para o novo coronavírus neste sábado (14/08).

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade