Publicidade

Estado de Minas Covid-19

Ibiraci monta salas de atendimento para sequelas da COVID-19

Secretaria Municipal de Saúde montou mais dois espaços equipados para dar mais agilidade nos atendimentos aos pacientes


24/07/2021 11:53 - atualizado 24/07/2021 12:18

Salas montadas com novos equipamentos permite a reabilitação de quem necessita no pós-COVID-19(foto: Acervo/ Asscom PMI)
Salas montadas com novos equipamentos permite a reabilitação de quem necessita no pós-COVID-19 (foto: Acervo/ Asscom PMI)
A cidade de Ibiraci, no Sudoeste de Minas, já contava com uma sala destinada à fisioterapia, e agora montou, com todos os equipamentos necessários, mais dois espaços para garantir maior agilidade no tratamento das vítimas da COVID-19, que ficaram com sequelas deixadas pela doença.

A COVID-19, que atingiu milhões de pessoas no mundo, causando a morte de outros milhões, traz, às vezes, em seu rastro, sequelas que precisam ser curadas. Entre elas, estão alguns tipos de redução ou paralisação temporária de movimentos, que podem atingir, por exemplo, membros inferiores e superiores.

Assim, torna-se necessária a fisioterapia para a plena recuperação desses movimentos.

A secretária municipal de saúde de Ibiraci, Maeli Ribeiro, explicou que o fisioterapeuta tem papel fundamental para a funcionalidade e melhora de vida dos pacientes, tanto nas necessidades de reabilitação como no pós-COVID-19.

"Todos os ibiracienses recuperados da COVID-19 passam por atendimentos multidisciplinares, de modo que esse acompanhamento auxilie na recuperação, com mais atenção individualizada e qualidade que cada um merece. Já tínhamos uma estrutura que atendia os pacientes pós- COVID. Agora, com a descentralização, o munícipe terá um acesso mais fácil ao tratamento, além de mais espaços para atendimento individualizado, atendendo todas as normas de segurança, novos equipamentos e materiais de apoio. O trabalho dos fisioterapeutas é fundamental para a recuperação das pessoas, e nós damos toda importância para que cada cidadão tenha um tratamento adequado de acordo com a sua necessidade", explicou Maeli.

Além disso, Ibiraci já possui um Protocolo Municipal Pós-COVID-19, cujo objetivo é assegurar a continuidade dos cuidados aos pacientes que já saíram do isolamento, mas mantêm alguns sintomas. Com essa atitude, previne-se que surjam riscos ou complicações.

Esse Protocolo Municipal Pós-COVID-19 permite que os pacientes que, no último dia do tratamento ainda possuam algum sintoma, sejam encaminhados ao PSF (Programa de Saúde da Família). Lá são avaliados por uma equipe multidisciplinar, que determina a necessidade ou não da continuidade de cada tratamento, tomando as decisões necessárias.

Casos


De acordo com boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nesta sexta-feira (23/07), Ibiraci contava com 994 casos confirmados de COVID-19, 940 recuperados, 98 pacientes em isolamento (um deles hospitalizado) e 27 óbitos em complicação da doença. A taxa de mortalidade era de 2,71%.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade